Em 9 Maio, 2018 Por Em Desporto Caminha

Câmara de Caminha investe 80 mil euros na preparação das estradas para o Rally de Portugal

A edição 2018 do Rally de Portugal já mexe no concelho de Caminha. Os estradões florestais e espaços contíguos estão a ser limpos ao longo do trajeto do rally, pela equipa de sapadores florestais 25-111, e o percurso está a ser intervencionado e preparado para a passagem dos carros, num investimento do Município superior a 80 mil euros. Um “investimento virtuoso”, porque também defende o território e as populações, numa altura em que se aproxima o tempo mais quente e o perigo de ocorrência de incêndios aumenta.

Sexta-feira, dia 18 de maio, a edição 2018 da famosa prova é disputada, quase por inteiro, nos troços do Alto Minho, com dupla passagem pelo troço de Caminha, de manhã e à tarde, sem alterações face ao ano anterior. Estamos, pois, em contagem decrescente e a azáfama é visível nos montes caminhenses, com homens e máquinas a ultimar os trabalhos para receber o Rally de Portugal e os milhares de pessoas que farão daquelas paragens, nesse dia, um grande e animado auditório.

A limpeza dos estradões, assim como dos espaços adjacentes que vão receber o público, como referimos, envolve a equipa de sapadores florestais 25-111 e encontra-se bastante adiantada. O arranjo do piso, por seu lado, foi adjudicação por 83.884,43 € e abrange pouco mais de 18 km, beneficiando diretamente as freguesias de Caminha e Vilarelho, Riba de Âncora, Vile, Venade e Azevedo, Dem, Gondar e Orbacém e Argela.

Para o vereador das Obras Públicas e do Desporto, Rui Lages, que visitou ontem as obras, “este é um verdadeiro investimento virtuoso. Ao mesmo tempo que investimos na requalificação dos estradões florestais, criando condições de um melhor e eficaz acesso à nossa floresta, protegendo-a, criamos, também, as condições necessárias para fixar um dos maiores eventos realizados a nível nacional: o Rally de Portugal”.

O rally está nas estradas caminhenses no próximo dia 18, mas já na terça-feira, dia 15 de maio, os motores vão acelerar ao longo do percurso, uma vez que os pilotos vão realizar testes durante o dia.

Sexta-feira, o dia do rally, porém, as zonas destinadas aos espectadores estarão assinaladas a verde, todas as outras áreas são de acesso interdito. É fundamental que as regras sejam respeitadas, a bem da própria segurança e do rally em geral.

“Estamos todos a trabalhar, Câmara e Juntas de Freguesia, para que possamos ter momentos de grande adrenalina e de valorização do nosso património natural. Sem dúvida alguma que o concelho de Caminha é uma Terra que Mexe”, sublinha ainda o vereador Rui Lages.

Acerca de

Cidália Aldeia

Chefe de Redação