24.2 C
Caminha Municipality
Segunda-feira, 24 Junho, 2024
spot_img
InícioOpiniãoPorque hoje é sexta: NOJO, Notável Nomenclatura

Porque hoje é sexta: NOJO, Notável Nomenclatura

Para festejar o Abril-Maio, 50 Responsáveis Políticos dos últimos 50 anos, resolveram escrever um manifesto criticando a Justiça e reclamando do novo governo que a reforme, ou seja que reforme o que eles próprios construíram, como se deste resultado não fossem todos responsáveis. Teria que voltar atrás no dicionário, para encontrar adjetivos suficientes para esta Ignomínia, Hipocrisia e Desfaçatez.

No final deste texto o caro leitor, poderá encontrar a lista completa desses 50 nomes, aos quais se acabam de juntar outros tantos. Quase todos são Ex qualquer coisa nas instituições públicas deste país e atualmente são juízes e juristas, políticos e comentaristas, deputados e gestores públicos, constitucionalistas e professores.

Porque é que agora se indignam e manifestam se nestes 50 anos foram eles quem construiu o sistema de justiça, tal como existe?

Porque não manifestaram tal incómodo quando legislaram e definiram os orçamentos, as orgânicas e tudo o que enforma o terceiro pilar do Estado, quando eram eles próprios a nomear e cooptar os principais responsáveis desse sistema?

Porque nada fizeram durante 50 anos, perante um funcionamento da justiça pleno de truques e armadilhas, caro e inacessível para a maioria dos portugueses e no qual milhares e milhares de processos andam anos enredados e no fim o cidadão, se for condenado ou se perder a ação, já nem recorre ou desiste?

Porque criaram um mostro que tem quase o triplo de magistrados por habitante do que tinha há 50 anos e agora se vem indignar e manifestar?

Esta elite bolorenta de Castas e Cucos que do 25 de Abril se aproveitou, vem agora indignar-se e manifestar-se como se fossem migrantes que acabaram de chegar a este país ou como se fossem cidadãos anónimos. Que falta de vergonha na cara!

Indignam-se, como eles próprios escreveram porque “o Ministério Publico fez cair um Governo”. E mostram num manifesto a indignação que nunca mostraram nem fizeram valer quando exerceram cargos públicos com poder legislativo e executivo.

Porque não se indignaram quando José Sócrates foi preso preventivamente durante mais de 1 ano sem acusação e agora, 10 anos depois ainda não ter sido julgado?

-Porque é preciso de vez em quando deixar cair um deles, para o povo pensar que afinal a justiça funciona para todos.

Mas o Ministério Público no caso de Costa, Galamba e Escária, fez o mesmo que faz com qualquer cidadão comum, primeiro acusa e depois logo se vê. A diferença é que estes senhores não querem ser tratados como qualquer cidadão comum.

A autoridade Tributária a cobrar multas e portagens de empresas privadas como a BRISA, o ministério publico e os tribunais a executarem dividas dos cidadãos à Cofidis ou à Cetelem, com os pratos da balança da justiça totalmente desequilibrados, isso nunca incomodou estes senhores e mais, foram eles que criaram o sistema tal qual existe.

Por isso, para memória futura e visão do passado, para que não reescrevam a história mais uma vez, aqui ficam os nomes desses primeiros 50 que criaram e alimentaram o monstro da justiça nestes 50 anos e agora, quais virgens ofendidas gritam, saídas do Nevoeiro, ai o monstro, ai o monstro:

Agostinho Abade Alberto Costa Álvaro Beleza André Coelho Lima António Barbas Homem António Barreto António Correia de Campos António Monteiro António Vitorino Augusto Santos Silva Carla Castro Daniel Oliveira Daniel Proença de Carvalho David Justino Diogo Feio Eduardo Ferro Rodrigues Fernando Melo Gomes Fernando Negrão Francisco Porto Fernandes Francisco Rodrigues dos Santos Germano Marques da Silva Isabel Soares João Bosco Mota Amaral João Caupers Jorge Marrão José António Pinto Ribeiro José Francisco de Faria Costa José Luís Pinto Ramalho José Mário Ferreira de Almeida José Pacheco Pereira José Vieira da Silva Karin Wall Leonor Beleza Lucinda Dâmaso Luisa Meireles Manuel Sobrinho Simões Maria de Lurdes Rodrigues Maria Elisa Domingues Maria João Antunes Maria Manuel Leitão Marques Miguel Sousa Tavares Mónica Quintela Paulo Mota Pinto Renato Daniel Rui Rio Sónia Fertuzinhos Teresa Pizarro Beleza Teresa de Sousa Vital Moreira Vítor Constâncio

Leiria, 10 de Maio de 2024

p.s.: entretanto, mais 50 notáveis indignados juntam o seu nome ao manifesto, talvez destes nenhum tenha tido qualquer responsabilidade na criação e alimentação do monstro.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares