Em 7 Novembro, 2018 Por Em Vila Nova de Cerveira

OPT Cerveira-Tomiño 2019: Seis projetos de 18 entidades promotoras avançam para votação

Está concluído o processo de submissão de propostas à 3ª edição do Orçamento Participativo Transfronteiriço Cerveira-Tomiño. No total, 18 entidades dos dois lados da fronteira apresentaram seis projetos sujeitos a sufrágio pelas populações de Cerveira e Tomiño, entre 8 de novembro e 16 de dezembro. O processo de votação decorre na plataforma online http://participacerveiratomino.eu/

 

Após estabelecidas cerca de 20 reuniões para explorar eventuais alianças ou desenvolver projetos, a dinâmica entre associações galego-portuguesas tornou-se intensa, através da troca de conhecimento e do intercambio entre pessoas e associações que partilham os mesmos interesses e objetivos e que, até encetar este processo de participação pública, apenas se desconheciam.

A preparação das candidaturas propiciou encontros em diversos âmbitos, nomeadamente a educação, cultura, economia e inclusão social, tendo culminado com a apresentação formal de seis projetos executáveis durante 2019 no território comum de Cerveira e Tomiño.

A lista de projetos é a seguinte:

  • “Sustentabilidade”: tem como prioridade fomentar a mudança de hábitos na conservação do meio ambiente. Os seus promotores são: Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira / IES Antón Alonso Rios / CEIP Pintor Antonio Fernández / CEIP de Barrantes;
  • “Pontes de Arte”: procura identificar os artistas vinculados ao território comum, inventariar e digitalizar as obras públicas existentes em ambos municípios, de forma a difundir entre a população, especialmente entre o público infantil, todas as manifestações artísticas desenvolvidas. Os seus promotores são: Fundação Bienal Arte de Cerveira / Associação Cultural Convento S. Paio / Fundación Xoán Piñeiro / Fundación Xavier Pousa / Asociación Cultural Pintor Antonio Fernández;
  • “Atividades lúdico-educativas para férias ativas e criativas”: tem como propósito a organização de atividades de verão ao ar livre partilhadas entre as crianças de ambos os concelhos, de modo a oferecer alternativas de conciliação laboral para as famílias e de atenção às crianças após o período escolar. Os promotores desta proposta são: Associação de Pais do Centro Escolar da Vila / Associação de Pais do Centro Escolar Norte / Mesa de ANPAS dos Centros Educativos de Tomiño;
  • “Atividades artísticas e meio-ambientais para a população infantil de Vila Nova de Cerveira e Tomiño”: os objetivos enunciados prendem-se com a educação para valores mediante visitas guiadas a uma quinta pedagógica, de modo a fomentar o interesse pela arte e a criatividade mediante atividades de experimentação com materiais de reciclagem. Os promotores são: Associaçaão de Pais do Centro Escolar da Vila / Associação de Pais do Centro Escolar Norte / Mesa de ANPAS dos Centros Educativos de Tomiño;
  • “AMIZ’ARTE Sem Fronteiras”: visa favorecer a participação ativa e inclusiva das pessoas com deficiência através de um projeto de arte comunitária transfronteiriza. Tem como promotores: Delegação de Valença e de Monção da APPACDM de Viana do Castelo / Asociación de Familiares de Enfermos de Alzheimer e outras demências de Galicia (AFAGA) / Asociación de Persoas con discapacidade (VONTADE);
  • “Pensar o Corpo. Mover a Mente”: pretende incentivar a população a praticar desporto, valorizando a saúde física e mental, fomentando os costumes e os valores locais. Os seus promotores são: Clube de Fitness de Cerveira (Associação sem fins lucrativos) / Asociación Sociocultural Senraia.

Podem votar os residentes em Vila Nova de Cerveira e Tomiño, maiores de idade, sendo obrigatório o voto em dois projetos. O período de votação decorre entre 8 de novembro e 16 de dezembro, através da página web http://participacerveiratomino.eu/

Dotado com 20 mil euros, o Orçamento Participativo Transfronteiriço é uma das prioridades da Agenda Estratégica de Amizade Cerveira-Tomiño, com a qual se pretende potenciar a participação pública e o poder de decisão da cidadania de ambas margens do rio Minho.

O OPT é um projeto cofinanciado em 75% pelo programa INTERREG VA POCTEP de cooperação transfronteiriça, através de fundos FEDER da União Europeia. A Agenda Estratégica de Amizade Cerveira-Tomiño promove igualmente iniciativas como a provedora transfronteiriça e ações para facilitar a utilização partilhada de serviços e a dinamização económica do território.

Acerca de

Cidália Aldeia

Chefe de Redação