14.2 C
Caminha Municipality
Sexta-feira, 24 Maio, 2024
spot_img
InícioDistritoVila Nova de CerveiraVila Nova de Cerveira: Visão estratégia para o futuro do Castelo é...

Vila Nova de Cerveira: Visão estratégia para o futuro do Castelo é apresentada em contexto europeu

O Município de Vila Nova de Cerveira participou, de 8 a 10 de abril, no segundo Encontro Transnacional da rede ARCHETHICS em Gdansk, na Polónia, no âmbito do projeto ARCHETHICS (Dissonant European Heritage as Labs of Democracy).  O edil cerveirense, Rui Teixeira, deu a conhecer ao consórcio a visão estratégica que está a ser desenvolvida em conjunto com o Grupo de Ação Local (GAL) de Vila Nova de Cerveira.

A rede ARCHETHICS é um projeto que reúne nove municípios da União Europeia de diferentes dimensões que partilham a presença de um património dissonante desafiante e muito diversificado.

No âmbito do segundo Encontro Transnacional do consórcio, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, teve a oportunidade de apresentar o trabalho que foi desenvolvido nos últimos seis meses pelo município, nomeadamente os resultados das reuniões de trabalho com o GAL, que tem como principal objetivo desenvolver uma Estratégia Integrada de Revitalização Económica, Social e Cultural para o Castelo de Cerveira.

Com mais de 20 participantes de diferentes instituições locais e regionais, as sessões tiveram como principais conclusões:  a necessidade de reverter a concessão do Castelo de modo a reintegrá-lo nas vivências sociais, culturais e económicas do município; a ambição de valorizar e preservar este património material, bem como a sua memória coletiva (imaterial); recuperar o Castelo como o ex-libris do território e promover ações que potenciem este valioso património a nível turístico, religioso, cultural, educativo e científico.

“Esta foi uma oportunidade de partilhar a nível europeu esta nossa causa que tem sido prioritária para este executivo e o excelente trabalho estratégico de auscultação que está a ser desenvolvido com os nossos parceiros locais e regionais, a partir de uma abordagem horizontal e participada”, explicou o edil cerveirense.

O Programa de Cooperação Territorial Europeia URBACT permite a partilha de boas-práticas e experiências entre cidades europeias que têm desafios similares ao nível do Desenvolvimento Urbano Sustentável, pelo que Rui Teixeira e a equipa de projeto tiveram ainda a oportunidade de participar em visitas na Cidade de Gdansk ao seu património dissonante – o bairro Residencial de Grunwald.

Recorde-se que além de Vila Nova de Cerveira, fazem ainda parte do projeto ARCHETHICS o Município de Cesena (Itália), na qualidade de coordenador do projeto, e as cidades de Kazanlak (Bulgária), Cracóvia e Gdansk (Polónia), Bétera (Espanha), Leros (Grécia), Leipzig (Alemanha) e Permet (Albânia). O património comum foi definido por historiadores, arquitetos e especialistas como “dissonante” por transmitir uma ligação problemática entre os elementos físicos (edifícios, ruas, praças, bairros, etc.) e o contexto histórico e político e os valores que os produziram no passado.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares