14.2 C
Caminha Municipality
Sexta-feira, 24 Maio, 2024
spot_img
InícioDistritoVila Nova de CerveiraVila Nova de Cerveira: Requalificação da EB2,3/S: Concluída a 2ª fase, Câmara...

Vila Nova de Cerveira: Requalificação da EB2,3/S: Concluída a 2ª fase, Câmara Municipal já trabalha numa 3ª intervenção

“Hoje é um dia particularmente feliz para o Município de Vila Nova de Cerveira”. Foi desta forma que o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira qualificou a inauguração da 2ª fase da requalificação da EB2,3/S do concelho, que decorreu esta segunda-feira, marcando o primeiro dia oficial de aulas do novo ano letivo. Rui Teixeira não só elogiou o resultado “mais funcional, mais moderno, com tecnologia de ponta e dotado de todas as condições de um espaço escolar dos novos tempos integrado no espaço europeu”, como já anunciou uma 3ªfase, cuja prioridade de intervenção está a ser trabalhada para conseguir obter financiamento.

A cerimónia de inauguração da obra, cujo investimento rondou os 2.7ME, começou com o descerramento das placas evocativas de inauguração e de gratidão e reconhecimento, seguindo-se uma visita guiada pelo arquiteto responsável. O novo auditório do Centro de Recursos, com capacidade para 119 lugares sentados, acolheu o seu primeiro evento. A sessão solene contou com as intervenções do Presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira, do Presidente da CCDR-N, António Cunha, do Deputado na Assembleia da República, e ex-ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, do Diretor do Agrupamento de Escolas, Venceslau Teixeira, e do aluno Afonso Pacheco, em representação da Associação de Estudantes, além da presença de representantes de entidades municipais e civis do concelho, de alunos e professores.

Realçando que “o município tem consciência de que a juventude, a escola e o desporto promovem a boa qualidade de vida”, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira garantiu que “preparar cada vez mais e melhor os nossos jovens é o papel da Câmara Municipal e da escola nestes tempos de desafios inimagináveis”. “A educação é um motor essencial para a construção de cidadania e a única forma de valorizar o mérito e o esforço de cada aluno independentemente da sua condição familiar e económica. Com uma escola pública presente e atuante os desafios não se convertem em problemas”, afirmou Rui Teixeira.

Atendendo às aspirações já enunciadas pelo Agrupamento de Escolas, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira anunciou uma 3ªfase, ao nível da eficiência energética, da remodelação das redes de abastecimento de água e drenagem de águas residuais interiores e pela implementação das medidas de segurança contra incêndios nos espaços não intervencionados. Para isso, está a ser solicitado o reconhecimento da prioridade de intervenção tendo em vista a integração da escola no acordo setorial de compromisso entre o Governo e a ANMP para financiamento do programa de recuperação/reabilitação de escolas e, deste modo, o município poder aceder à linha de financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência.

Concretizada entre 2022 e 2023, a 2ª fase desta empreitada resulta na construção de raiz de um edifício designado como Centro de Recursos composto por biblioteca/auditório com capacidade para 119 lugares sentados, na ampliação do espaço de refeitório, na cobertura dos corredores de circulação e dos espaços de recreio exteriores, na criação da ‘sala do futuro’ com uma forte componente tecnológica e na relocalização dos espaços da sala de professores e da sala de direção, em resultado da biblioteca deslocar-se para o centro de recursos, bem como no reforço das condições de segurança e de acessibilidades.

O investimento associado a esta 2ª fase ultrapassou os 2ME inicialmente previstos, atingindo os 2.7ME (dos quais cerca de 2ME foram financiados pelo Programa Operacional Regional do NORTE 2020 e pelo Ministério da Educação). Durante o decorrer da obra foram identificados constrangimentos que o projeto não contemplava, designadamente, a remodelação da cozinha, a requalificação das infraestruturas exteriores de abastecimento de água, esgotos e águas pluviais, a construção da rede de ligação ao gás natural, o tratamento dos campos de jogos, entre outros. Pelo caráter urgente, a Câmara Municipal anuiu a todas estas solicitações, o que implicou a alocação de verbas do orçamento municipal.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares