12 C
Caminha Municipality
Quarta-feira, 30 Novembro, 2022
spot_img
InícioNotíciasDesportoDesporto: Beatriz Carvalho e Constância Simões Campeãs Nacionais de Surf Esperanças 2022

Desporto: Beatriz Carvalho e Constância Simões Campeãs Nacionais de Surf Esperanças 2022

Finalistas Esperanças Feminino 2022

Beatriz Carvalho, da Associação de Surf da Costa Caparica (ASCC), e Constância Simões, do Ericeira Surf Clube, subiram ao lugar mais alto do pódio no Nacional de Surf Esperanças Feminino Sub 18 e Sub 16, respetivamente, ontem, na praia da Arda, em Viana do Castelo.

“Nesta competição, que teve um primeiro dia de ondas pequenas e, ontem, um dia de mar exigente, reinou o desportivismo entre as atletas e bom surf, numa geração tecnicamente bastante homogénea”, diz Marco Areias, diretor de prova.

A inscrição das 32 melhores atletas nacionais apuradas das seis regiões portuguesas − Norte, Centro, Lisboa, Algarve, Madeira e Açores – prometia, só por si, um grande espetáculo de surf.

Beatriz Carvalho, que há muito procurava o título, conseguiu fazer, em Afife, uma despedida em grande da categoria Sub 18. Em segundo lugar, ficou Maria Salgado e, em 3º, Gabriela Dinis, do Clube Lombos Praia, e Miriam Julião, da Associação de Surfistas de Vagos.

“O balanço é superpositivo. Não podia deixar esta categoria de melhor maneira” diz Beatriz Carvalho, acrescentando “já faço esta prova há alguns anos e sei como é cansativo disputar as duas categorias, também, por isso, dou os parabéns às outras atletas.”

Em sub 16, o grande destaque vai para Constância Simões, que se sente “de coração cheio com este resultado”. Perdeu logo na primeira ronda da Finalíssima, mas conseguiu ir passando os heats nas repescagens, até à final, na qual fez bons scores na disputa com “uma grande adversária e amiga, a Maria Salgado”, até ao seu primeiro título nacional de esperanças. Esta atleta desde há muito e desde muito nova é apurada para o Nacional de Esperanças. “Tivemos um ambiente incrível e uma boa organização. Parabéns a todas as atletas e ao Surf Clube de Viana”, refere.

Maria Dias, da ASCC, e Maria Silva, da Associação Mar de Espinho, ficaram em terceiro lugar em Sub 16.

Maria Salgado, da Associação Sealand Santa Cruz, e que, o ano passado, havia conquistado o título em Sub 16, sagrou-se vice-campeã em ambas as categorias deste campeonato. Tendo estado, este domingo, cerca de três horas em competição. Teve uma performance boa, apenas não conseguindo impor-se nas finais.

Teresa Pereira, do clube anfitrião, ficou em nono em Sub 16 e em 13º em Sub 18.

Ricardo Rego, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Viana do Castelo, destaca a qualidade do trabalho desenvolvido pelo SCV no que respeita à organização de eventos e à formação de jovens atletas. Avança que, no âmbito de Viana do Castelo Cidade Europeia do Desporto 2023, existe a intenção de robustecer as provas de surfing que o clube tem vindo a organizar e que também estão a ser encetados contactos com vista a trazer para Viana do Castelo uma grande prova internacional.

A Finalíssima do Nacional de Surf Esperanças Feminino, que encerrou o Viana Surf City Festival 2022, foi organizada pelo SCV em parceria com a Federação Portuguesa de Surf.

O Viana Surf City Festival, além desta Finalíssima, incluiu a 2ª etapa do Shark Series 2022, a 17 de agosto, o II Surfing Viana D´Agonia, nos dias 19 e 20 de agosto, e o XXIII Luso Galaico, de 26 a 28 de agosto. Foram oito dias de campeonatos, nos quais participaram 178 atletas.

Praia da Arda

Cidália Aldeia
Cidália Aldeia
Chefe de Redação
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares