14.2 C
Caminha Municipality
Sexta-feira, 24 Maio, 2024
spot_img
InícioDesportoDesporto CaminhaAPAF promove campanha contra violência no futebol - iniciativa posta em prática...

APAF promove campanha contra violência no futebol – iniciativa posta em prática no concelho de Caminha

A APAF – Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol veio a público repudiar  todos os actos de violência no futebol, neste caso perpetrados contra árbitros.
“Trata-se de um fenómeno, infelizmente, recorrente, em especial nos campeonatos distritais do país, para o qual já alertámos inúmeras vezes, através de comunicados de imprensa e iniciativas semelhantes àquela que hoje nos move. 
Não sendo um acontecimento exclusivo nos jogos destas categorias, é, neste patamar, que ocorrem situações com maior frequência e com maior gravidade. São inúmeros os casos de árbitros insultados e agredidos, com bens danificados e com ameaças à integridade física dos próprios, bem como dos seus familiares. Urge chamar a atenção para este fenómeno que em nada abona o Futebol e Futsal português”, escreve aquela entidade.

Nesse sentido, e uma vez que os jogos de campeonatos distritais passam um pouco ao lado em termos de mediatização no contexto futebolístico, a APAF e os árbitros da 1ª Liga decidiram que era tempo de agir por forma a apelar à consciencialização de todos os intervenientes, jogadores, equipas técnicas, público e comunicação social.

Numa parceria com a LPFP – Liga Portuguesa de Futebol Profissional e com todas as Associações distritais de norte a sul do país, incluindo as ilhas, e com o apoio da Federação Portuguesa de Futebol e do IPDJ, PNED e CAJAP, este fim-de-semana futebolístico será marcado por uma ação conjunta de alerta social para este tipo de episódios.

As equipas de arbitragem que arbitrarão jogos da Liga, bem como as que estarão presentes nos jogos dos distritais, irão envergar uma t-shirt, com a seguinte mensagem: “Respeito. Joga com fair play”.

Diz a APAF que, com esta iniciativa pretende “dar voz às centenas de árbitros, muitos deles de tenra idade, que decidiram abraçar a causa da arbitragem e que actuam todas as semanas nos campos de futebol e futsal, pelo país fora, estando sujeitos a actos de desrespeito e violência”. “Grande parte destes árbitros acabam mesmo por abandonar a actividade. Estamos a perder árbitros no nosso país a um ritmo assustador, o que em nada contribui para o progresso e evolução do futebol e futsal português”.

Por isso, a APF apela ao bom senso, civismo e desportivismo de todos os intervenientes, “esperando que este ato simbólico contribua para um ambiente seguro e saudável nos nossos estádios”.

 

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares