15.6 C
Caminha Municipality
Sábado, 15 Agosto, 2020
Início Notícias Distrito AMFF continua sem novas instalações e sem autonomia pedagógica

AMFF continua sem novas instalações e sem autonomia pedagógica

Com 26 anos de trabalho, vários prémios, cerca de 300 alunos do ensino vocacional da música no concelho de Caminha, 800 no distrito e um universo que ultrapassa os 2 mil jovens quando falamos de actividades extra-curriculares, a Academia de Música Fernandes Fão continua sem conseguir crescer e ter autonomia pedagógica devido aos problemas da sede, que tem falta de espaço e de condições de trabalho em Vila Praia de Âncora.

Criada para promover o ensino da música no concelho de Caminha e baptizada com o nome de uma família de Vila Praia de Âncora que se notabilizou no mundo das artes, a academia alargou nos últimos anos o seu campo de acção a 5 municípios da região: Monção, Melgaço Vila Nova de Cerveira, Valença e Caminha e a todos os outros municípios do distrito no âmbito das actividades extra-curriculares.

A trabalhar em instalações exíguas há muitos anos, há mais de sete que a Academia de Música espera que a Câmara de Caminha avance com o projecto de reconversão da antiga escola de Vilarinho para aí instalar a sua sede. Um local com espaço suficiente para permitir à Academia ter autonomia pedagógica, o que não acontece actualmente, sendo os seus alunos certificados em Braga.

Consciente de que não há dinheiro para avançar com a reconversão daquele espaço, a directora da Academia propôs uma solução de recurso: a reconversão de algumas salas de um piso livre do centro cultural de Vila Praia de Âncora, onde actualmente tem a sede.

As Direcções da Academia e do Centro Cultural sentaram-se à mesa com os responsáveis da Câmara de Caminha para tentar chegar a um acordo, mas sabe-se agora, numa altura em que é aberto o novo pólo de Caminha, que as conversações não tiveram qualquer resultado e a Academia começa mais um ano lectivo com o mesmo problema.

Com um novo pólo em Caminha com melhores condições do que a própria sede, com um edifício à sua total disposição em Ponte de Lima totalmente recuperado e equipado, a directora da Fernandes Fão diz que a sede é mantida em Vila Praia de Âncora apenas por uma questão afectiva, porque é o local onde a Academia tem piores condições de trabalho.

A Academia de Música Fernandes Fão assinalou esta semana o início de um novo ano escolar e 26 anos de trabalho com a inauguração do novo pólo de Caminha que, neste primeiro ano, recebe 60 alunos, devendo o número crescer. As novas instalações em Caminha estão localizadas no antigo edifício da GNR e do arquivo, agora recuperado.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

Caminha: Concelho com um caso ativo de Covid 19 segundo a ULSAM

Depois de uns dias a zero, o concelho de Caminha voltou hoje a registar um novo caso de Covid 19 segundo o boletim epidemiológico...

Viana do Castelo: Retoma do funcionamento do comboio “Celta” é boa notícia para o turismo e setor empresarial

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo acredita que a retoma do funcionamento do comboio Celta, que faz a ligação entre o...

Apresentação do livro “BIENAL DE CERVEIRA (1978-2007) – Memória e Singularidade”, dia 22 de Agosto no Auditório do Fórum Cultural de Cerveira

No próximo dia 22 de agosto (sábado), às 18h00, a XXI Bienal Internacional de Arte de Cerveira acolhe a apresentação do livro “BIENAL DE...

Covid19: Mais dois mortos e 235 novos casos em Portugal

O número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (COVID-19) subiu de 53.548 para 53.783, e o número de óbitos passou de 1.770 para 1.772,...