21.4 C
Caminha Municipality
Domingo, 14 Julho, 2024
spot_img
InícioNotíciasDistritoViana do Castelo: Cidade vai ser Capital da Cultura do Eixo Atlântico...

Viana do Castelo: Cidade vai ser Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2025

A comissão executiva do Eixo Atlântico (EA) do Noroeste Peninsular aprovou hoje a proposta para que Viana do Castelo seja a Capital da Cultura em 2025, concentrando 64 grandes eventos durante 10 meses.

Captura De Ecrã 2024 06 20, às 18.44.26

Durante 10 meses, de janeiro a outubro, serão organizados 64 grandes eventos de todas as disciplinas, nomeadamente cultura urbana, música, literatura, gastronomia, cinema ou arquitetura, descreve, em comunicado, a associação que junta 41 municípios do norte de Portugal e da Galiza, em Espanha.

“Ser a Capital da Cultura do Eixo Atlântico vai promover a aproximação e a interligação dos elementos identitários de Viana do Castelo com o Eixo Atlântico”, acrescenta.

De acordo com o EA, “Viana do Castelo é um município com um património histórico, arquitetónico, cultural e paisagístico aberto à diversidade e à mudança, procurando sempre manter o equilibro entre o passado e o futuro”, pelo que vai ser “nesta premissa criativa que se baseia a criação artística e cultural”.

A decisão foi tomada em Lugo após a inauguração da sexta praça pública do EA, a primeira na Galiza, juntando-se às de Bragança, Matosinhos, Braga, Vila Nova de Gaia e Viana do Castelo.

A comissão executiva aprovou também a proposta para organizar em Valongo, no mês de outubro, um seminário de intercâmbio de experiências sobre a igualdade de género no desporto.

Foi ainda ratificada a proposta para que Sarria, na Galiza, seja, em maio de 2025, a sede da VIII Expocidades, a feira de turismo de proximidade do EA.

Sarria é um dos municípios de referência do Caminho de Santiago Francês onde milhares de peregrinos iniciam os últimos 100 quilómetros até Santiago.

“No que diz respeito às infraestruturas, verificou-se o compromisso do Governo de Portugal de manter o calendário da linha Lisboa – A Coruña tal e como foi aprovado pela Assembleia da República, iniciando os processos prévios à construção da linha sem nenhum atraso”, afirma a organização intermunicipal transfronteiriça.

Lusa

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares