11.4 C
Caminha Municipality
Sábado, 23 Janeiro, 2021
Início Notícias Distrito Valença: Padre Ricardo Esteves vai lançar livro solidário

Valença: Padre Ricardo Esteves vai lançar livro solidário

O Padre Ricardo Esteves, que durante 10 anos esteve à frente das paróquias de Seixas, Lanhelas e Vilar de Mouros acaba de anunciar a publicação de um livro na sua autoria no próximo mês de Dezembro.

Intitulado “Teoria… Apenas Teoria”, o livro é, descreve a sinopse, “um conjunto de meditações ou pensamentos. Confissões, seguramente de um homem religioso, ou, se preferirmos, uma atormentada peregrinação interior levada a cabo por um otimista desesperado.”

Ao longo de mais de 100 páginas, o leitor é conduzido pela “mão indagadora, não de um ser vagabundo ou de um profeta, mas de alguém que procura com denodo, o essencial da revelação das coisas e da vida; do mistério do Homem e da existência; do enigma de Deus e do tempo”.

Numa entrevista exclusiva ao Jornal C, o sacerdote, que atualmente está à frente de cinco paróquias no concelho de Valença, dá a conhecer um pouco do seu mais recente projeto.

 

 

O que o levou a escrever este livro?

Sempre fui apologista da leitura diversificada porque ajuda no enriquecimento cultural e a expandir o vocabulário. Isso despertou em mim desde cedo o gosto pela escrita. Porque escrever faz-se desapegar da rotina como se me catapultasse para um espaço só meu onde depois posso partilhar com os outros. É uma espécie de momento de reencontro, se assim quisermos chamar, com as nossas convicções, os nossos anseios, tristezas, almejos.

No fundo para mim escrever tornou-se uma forma de me encontrar comigo mesmo e de dialogar com o meu coração e a minha alma e desta formar serenar a mente.

 

Qual o significado de Teoria…Apenas Teoria?

 Dei este título ao livro, porque no fundo são divagações conscientes do meu eu, do que me rodeia, dos sentimentos, da vida, de Deus, do enigma da morte, da existência do homem, da família, do amor…

E porque são apenas pensamentos forjados pela vida e sensações minhas e de outros, sem algo taxativo ou de rigor científico, decidi por este título.

Contudo, o que este livro retrata, é feito com denodo pela ânsia da duvida e da certeza, pela inquietude das respostas que muitas vezes, em silêncio, levantamos. Sinto que este livro tem alma.

 

Há algo de autobiográfico neste livro?

 Sim, este livro tem muito de autobiográfico no que se refere a uma tentativa de autodefinição, sobretudo ao caráter, à forma de ver, sentir e viver a vida.

No fundo é uma conspiração entre corpo e alma revelada pela forma como os meus olhos encarceram e ao mesmo tempo libertam o mundo.

 

O que podem os leitores esperar?

 O que os possíveis leitores podem esperar deste livro? Olhe apenas posso referir ou citar, porque não encontro definição melhor, o que escreveu Fernando Pessoa. Sentir? Sinta quem lê.

Qualquer obra seja ela mais ou menos elaborada tem a marca do autor, mas a beleza primordial é de saber que quem a contempla vive e sente de forma diferente.

 

Quando é que o livro vai estar disponível?

Neste momento o livro está na gráfica a ser imprimido. Irá sair ao público em dezembro se Deus quiser.

Quando sair irei informar as pessoas onde poderá ser adquirido e aproveito já para dizer, que o facto de ser publicado em dezembro é de propósito porque com toda esta pandemia e dificuldade económica, terei oportunidade de ajudar os que mais necessitam, sobretudo famílias que neste momento passam por muitas dificuldades. Para que essas pessoas também possam ter um verdadeiro Natal, sobretudo as crianças. Este livro é no seu todo de cariz solidário.

Diria mesmo em tom de campanha natalícia: Um livro por um sorriso!

Cidália Aldeia
Cidália Aldeia
Chefe de Redação
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

Caminha: Mais de 400 pessoas receberam primeira dose da vacina no concelho

A vacinação de utentes e funcionários nos Lares de Idosos de Caminha decorreu de terça a sexta-feira com toda a normalidade. Foram vacinadas 354 pessoas...

Caminha: Barras de V.P.Âncora e Caminha encerradas à navegação devido à forte agitação marítima

Sete barras marítimas estão fechadas a toda a navegação e três condicionadas, devido à forte agitação marítima prevista até às 18:00 de hoje, com...

Covid 19: Multas são para pagar na hora e passeios higiénicos só com comprovativo

A cobrança das coimas por violação do confinamento devem ser pagas na hora às forças de segurança, sob pena de agravarem, decreta um despacho...

Covid-19: Portugal com 234 mortes em 24 horas, novo máximo

Portugal registou hoje 234 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 13.987...