14.7 C
Caminha Municipality
Sábado, 22 Junho, 2024
spot_img
InícioNotíciasPaísPaís: Quase mil acidentes sem vítimas mortais desde o início da operação...

País: Quase mil acidentes sem vítimas mortais desde o início da operação “Páscoa em Segurança”

A PSP efetuou 404 detenções em todo o território nacional e registou quase mil acidentes, sem vítimas mortais, desde 22 de março, quando teve início a operação “Páscoa em Segurança”, anunciou hoje esta polícia.

Num comunicado, a PSP realçou que, entre 22 de março e esta quinta-feira, na sua área de responsabilidade, foram registados 996 acidentes, que resultaram em 284 feridos leves e 13 feridos graves, sem registo de vítimas mortais.

No âmbito da fiscalização rodoviária, foram detidas 166 pessoas por crimes rodoviários, nomeadamente 87 por condução sob o efeito do álcool e 79 por falta de habilitação legal para conduzir.

Foram fiscalizados, em todo o território nacional, 16.822 condutores e controladas por radar 55.287 viaturas, das quais 592 circulavam em excesso de velocidade, “o que corresponde a mais de 16% do total de infrações registadas”.

Na sua área de influência, a PSP registou ainda 3.633 contraordenações, destacando 61 casos de condução sob o efeito do álcool, 361 por falta de inspeção periódica obrigatória, 119 por falta de seguro de responsabilidade civil, 90 por uso do telemóvel durante a condução e 41 por falta de utilização do cinto de segurança.

A PSP realçou que outras 54 pessoas foram detidas por tráfico de droga, tendo sido apreendidas mais de 5.140 doses individuais.

A polícia deteve também 40 cidadãos por crimes contra a propriedade, nomeadamente burlas, furtos e roubos, e 11 por posse de armas proibidas, tendo apreendido 12 armas de fogo e 16 armas brancas.

Foram ainda apreendidos, no decorrer de duas operações, mais de 395 quilogramas de material explosivo.

Na nota, a PSP apela novamente aos cidadãos para que conduzam em segurança, adaptando a sua condução às condições meteorológicas e às características da via.

Recorda igualmente que a condução em excesso de velocidade é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária.

Lusa

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares