11.4 C
Caminha Municipality
Domingo, 24 Janeiro, 2021
Início Rubricas Empreende + ERA chega a Caminha, Cerveira e Paredes de Coura pela mão de...

ERA chega a Caminha, Cerveira e Paredes de Coura pela mão de José Carvalho

Depois de terminar o curso de desporto na UTAD – Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, o que aconteceu em 2002, a vida de José Carvalho foi tudo menos monótona. Viveu e trabalhou em vários países como é o caso da Guiné Bissau, Cabo Verde ou Timor. Trabalhou em várias atividades, quase sempre na área de projeto e também como observador eleitoral e numa ONG alemã.

Neste espaço de tempo não foi apenas a vida profissional de José Carvalho que mudou. Também a nível pessoal as coisas mudaram com o casamento e a chegada dos filhos.
Neste vai vem constante, o vianense decide em 2017 assentar arraias em Portugal para coordenar um projeto ligado à sua área de formação, o desporto, no Hotel Feel Viana.
Paralelamente José Carvalho inicia um percurso no ramo da imobiliária e em outubro de 2019 decide criar o seu negócio próprio ligado a este ramo.
A ideia rapidamente passa para o terreno e só não se concretizou mais cedo porque a Pandemia veio atrasar todo o processo.

No Empreende + desta edição vamos dar-lhe a conhecer recém criada loja da Era em Caminha, uma imobiliária nascida nos Estados Unidos e que atualmente está espalhada pelos 4 continentes, em mais de 33 países.
Em Portugal desde 1998, com cerca de 200 Agências distribuídas em todo o território nacional e quase 2500 Agentes, a ERA é líder no mercado imobiliário com mais de 60.000 imóveis em comercialização.

1

Já se imaginou estar em Caminha e poder comprar uma casa em qualquer ponto do país sem ter necessidade de se deslocar? Na ERA isso é possível porque, como explica José Carvalho, “todas as lojas funcionam numa espécie de rede que faz com que por exemplo, um imóvel localizado no concelho de Caminha, possa ser comercializado em qualquer uma das agencias ERA espalhadas pelo país e o contrário também se aplica. Ainda na passada semana tivemos aqui um cleinete espanhol interessado num imóvel que estava localizado na Póvoa do Lanhoso e ele fez o negócio a partir de Caminha . Esta é a logica de funcionamento da ERA desde a sua criação nos Estados Unidos”, explica.

2

Inaugurada há pouco mais de um mês, a ERA Caminha opera também nos concelhos de Vila Nova de Cerveira e Paredes de Coura.
“Apesar de não estarmos fisicamente em Cerveira e Paredes de Coura, uma vez que não temos loja nestes locais, temos consultores que são uma espécie de pontas de lança que trabalham nessas zonas e estão lá permanentemente. Normalmente são pessoas da própria zona porque conhecem melhor o território, as pessoas e os valores das transações”.

A escolha de Caminha para a abertura na nova agência não foi por acaso, José Carvalho reconhece o potencial do concelho que, como explica, se divide em duas realidades distintas.

“Por um lado temos Vila Praia de Âncora que tem uma dinâmica muito própria e depois o resto do concelho com uma realidade distinta.
Mas respondendo à sua pergunta, sim, Caminha é um mercado muito interessante ainda mais porque neste momento estamos a atravessar uma fase em que as pessoas procuram novas residências. Atualmente a casa está a ser entendida de uma forma diferentes. Digamos que passou do local onde se ia apenas dormir para o local onde se permanece de manhã à noite. Face a este “novo” entendimento muitas pessoas perceberam que a casa que tinham ou era grande ou pequena e que havia por vezes necessidade de espaço exterior. Isso levou a que muitas pessoas procurem neste momento um sítio agradável para viver preferencialmente com espaço exterior”, explica.

 

Depois de uma fase ativa no que toca à venda de imóveis, José Carvalho acredita que apesar da pandemia, “a tendência é para manter. Nota-se um certo apetite da parte dos investidores”.
Outra das alterações verificadas nos últimos tempos segundo o responsável da Era Caminha, é o tipo de procura. “Anteriormente verificava-se um forte mercado destinado à segunda habitação mas eu julgo que isso está a mudar. Hoje o que as pessoas procuram não é tanto uma casa agradável para férias, mas antes uma casa agradável para viverem. As pessoas hoje em dia podem trabalhar a partir de qualquer parte do mundo e isso faz com que muitas pessoas se afastem das grandes cidades e prefiram viver em locais mais calmos como por exemplo aqui nesta região.

3

E se Caminha é um mercado onde o negócio imobiliário tem várias opções, o mesmo já não acontece em Vila Nova de Cerveira onde o mercado habitacional está pouco explorado.
“Nós notamos muito isso principalmente no que toca ao arrendamento. Neste momento está praticamente esgotado o que é mau se pensarmos que é um concelho onde existem zonas industriais muito ativas e dinâmicas. Neste momento não há resposta”, salienta.
Na ERA de Caminha trabalham 7 pessoas, um número que se prevê possa crescer num futuro próximo.

“Neste momento continuamos em fase de recrutamento para consultores imobiliários e direção processual, principalmente na zona de Cerveira e Paredes de Coura”.
A loja abriu há pouco mais de um mês e já concretizou vários negócios. “Neste momento já estamos numa fase de sustentabilidade e com perspectiva de crescimento”.

A forma como está espalhada pelo território nacional é segundo José Carvalho a grande vantagem da ERA em relação às suas concorrentes. “É esta proximidade e a possibilidade de estar em qualquer parte do país a comprar um imóvel que nos distingue. Para lhe dar um exemplo: se você tiver à venda um imóvel aqui na loja de Caminha, ele não vai ser comercializado apenas aqui, mas em todas as lojas da ERA espalhadas pelo território. Essa é a grande diferença e mais valia”, aponta.

4-1

Outra das vantagens apontadas pelo gerente da ERA Caminha é a garantia que é dada pela imobiliária na compra de um imóvel.
“Estamos a falar de um produto que é único no mercado e que é a garantia ERA. O que é que isto permite? Imagine que vai comprar um apartamento mas já é um imóvel antigo e não sabe como está ao nível de canalização por exemplo ou outras questões menos visíveis, se a pessoa que compra tiver algum problema aciona a garantia ERA que lhe cobre os custos. É bom para o vendedor porque vende mais rápido e quem compra tem sempre a garantia do serviço sem custo adicional”.

Projetos para o futuro existem vários mas José Carvalho diz que de momento o mais importante é estabilizar.
“Neste momento ainda não posso dizer que estamos estáveis no mercado mas sinto que temos ferramentas suficientes para que isso venha a acontecer a breve prazo. De seguida queremos crescer um pouco mais em termos de equipa e depois quem sabe partir para um outro ponto de venda físico e ir estabilizando no território e sermos bons parceiros tanto para vendedores como para compradores. Queremos fundamentalmente que as pessoas sintam segurança nos nossos serviços”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

Caminha: Mais de 400 pessoas receberam primeira dose da vacina no concelho

A vacinação de utentes e funcionários nos Lares de Idosos de Caminha decorreu de terça a sexta-feira com toda a normalidade. Foram vacinadas 354 pessoas...

Caminha: Barras de V.P.Âncora e Caminha encerradas à navegação devido à forte agitação marítima

Sete barras marítimas estão fechadas a toda a navegação e três condicionadas, devido à forte agitação marítima prevista até às 18:00 de hoje, com...

Covid 19: Multas são para pagar na hora e passeios higiénicos só com comprovativo

A cobrança das coimas por violação do confinamento devem ser pagas na hora às forças de segurança, sob pena de agravarem, decreta um despacho...

Covid-19: Portugal com 234 mortes em 24 horas, novo máximo

Portugal registou hoje 234 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 13.987...