23.6 C
Caminha Municipality
Sexta-feira, 18 Setembro, 2020
Início Distrito Caminha Caminha: Obras de Pedro Cabrita Reis em exposição no Museu Municipal de...

Caminha: Obras de Pedro Cabrita Reis em exposição no Museu Municipal de Caminha

A coleção de Serralves regressou hoje ao Museu Municipal de Caminha com uma exposição de obras de Pedro Cabrita Reis. A mostra, inaugurada ao final da tarde de hoje, reúne um conjunto de trabalhos do artista que pertencem à coleção do Museu de Arte Contemporânea de Serralves e que dão uma perspetiva sobre a evolução da obra de Cabrita Reis ao longo das décadas de 80 e 90.
Até 28 de novembro, o público terá oportunidade de conhecer várias obras desta fase inicial. De acordo com declarações de Joana Valsassina, responsável pelas itinerâncias de Serralves, nestes trabalhos iniciais, o artista explora conceitos paradigmáticos como, por exemplo, o caso da água, a morte e a memória, partindo do campo da pintura, desenho, etc. A exposição inclui mais de uma dezena de trabalhos de pintura e escultura que exploram diferentes materiais.
“Com reconhecimento internacional consolidado, o trabalho de Pedro Cabrita Reis tornou-se crucial para o entendimento da escultura a partir de meados da década de 1980. A sua complexa obra, caracterizada por um idiossincrático discurso filosófico e poético, engloba uma grande variedade de meios: pintura, escultura, fotografia, desenho e instalações compostas de materiais encontrados e de objetos manufaturados. Utilizando materiais simples e submetendo-os a processos construtivos, Pedro Cabrita Reis recicla reminiscências quase anónimas de gestos e ações primordiais repetidos no quotidiano. Centradas em questões relativas ao espaço e à memória, as suas obras adquirem um sugestivo poder de associação que, transpondo o visual, alcança uma dimensão metafórica”, lê-se na biografia do artista.
Cabrita Reis tem participado em importantes exposições internacionais, tais como na Documenta IX em Kassel, em 1992, nas 21ª e 24ª Bienais de São Paulo, e no Aperto na Bienal de Veneza de 1995. Em 2003, representou Portugal na Bienal de Veneza e em 2009 participou na Xème Biennale de Lyon, “The Spectacle of the Everyday”. O seu trabalho tem sido exibido em numerosas exposições organizadas por diversos museus e centros de arte.
Recorde-se que o Município de Caminha aceitou, em 2016, o convite da Fundação de Serralves tendo-se tornado membro do Conselho de Fundadores da Fundação de Serralves mediante a celebração de um protocolo, o que já permitiu trazer ao concelho várias exposições pertencentes a Serralves.

117301247_389900158641689_7044139043786235465_n 117610621_296884121747762_6156319132416714790_n 117230701_3146477655473703_7581091225849713773_n 117200475_1510432499147713_1150713200258695375_n 117169996_3244153362316946_1022237307381479517_n 117165718_915422188942326_7897564193859652049_n 117160705_3124992040888637_8755076676272843750_o 117116400_1381807158679614_3122215899967382559_n

Cidália Aldeia
Cidália Aldeia
Chefe de Redação
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

País: Fronteiras com Espanha vão manter-se abertas

Portugal e Espanha consideram que a atual situação da pandemia é diferente da registada em março, justificando medidas cirúrgicas e pontuais, e não vão...

Covid-19: Portugal com mais seis mortos e 780 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 780 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico...

Viana do Castelo: Centro de Imagem, Identidade e Memória inaugura este sábado a bordo do Navio Gil Eannes

O Centro de Imagem, Identidade e Memória da Câmara Municipal de Viana do Castelo é inaugurado este sábado a bordo do Navio Gil Eannes....

Caminha: Freguesia de Vilar de Mouros volta a ter multibanco

Depois de ter sido alvo de um assalto no passado mês de junho e por essa razão ter deixado de funcionar, a Caixa ATM,...