20.7 C
Caminha Municipality
Domingo, 13 Junho, 2021
spot_img
InícioNotíciasDistritoAutárquicas 2021: Iniciativa Liberal quer Viana do Castelo a assumir-se como o...

Autárquicas 2021: Iniciativa Liberal quer Viana do Castelo a assumir-se como o Farol do Minho

Simplificar, inovar, fixar e oxigenar o coração de Viana. Estas são as
linhas mestras do programa da candidatura da Iniciativa Liberal às eleições
autárquicas de Viana do Castelo apresentadas no sábado.

A Iniciativa Liberal já apresentou as suas candidaturas autárquicas em Viana
do Castelo. Tal como já era público, a lista à Câmara Municipal é encabeçada
por Maurício Antunes da Silva e a lista à Assembleia Municipal por Ivone
Marques, que será também candidata na freguesia de Areosa. Isabel Cambão vai
liderar a lista à União de Freguesias de Viana do Castelo (Monserrate, Santa
Maria Maior e Meadela) e Emanuel Casanova encabeça a lista à União de
Freguesias de Viana do Castelo.

Maurício Antunes da Silva apresentou as linhas mestras do Programa da
Iniciativa Liberal, das quais se destacam quatro bandeiras: dar voz a Viana,
através da consulta e auscultação pública da população sempre que estejam em
cima da mesa questões estruturantes para o concelho; a criação de um cheque
Saúde Local para consultas e exames com um tempo de espera superior a 90
dias; a criação de um Hub tecnológico que possa transformar Viana numa
referência de desenvolvimento; e a remunicipalização da AdAM. “No negócio
das águas, onde os serviços municipalizados apresentavam lucro médio de 1,2
milhões de euros por ano nos últimos 10 anos, a autarquia decidiu avançar
com uma concessão a uma empresa pública do governo central com a
justificação de que a AdAM iria investir na melhoria das infraestruturas e
no serviço de saneamento e águas, mas o que vemos é que só em 2021 já foram
mais de 1,6 milhões de euros gastos pela autarquia para obras de saneamento
e águas”, referiu o candidato à Câmara Municipal de Viana do Castelo.

A transparência e o incremento da participação cívica dos cidadãos na vida
do concelho foi também defendida por Ivone Marques, a candidata à Assembleia
Municipal de Viana do Castelo, que propõe uma revisão urgente do Regimento
deste órgão com vista a incentivar a informação e participação pública
tornando, ao mesmo tempo, a atividade de Assembleia Municipal mais
transparente. “De há 27 anos a esta parte que, paulatinamente e quase sem se
dar por ela, a voz dos vianenses vem sendo abafada e silenciada”, afirmou a
candidata, que quer ver as Assembleias Municipais transmitidas online, quer
acabar com os constrangimentos criados pela votação de braço no ar e quer
criar novos mecanismos de participação ativa dos cidadãos do concelho.

A apresentação da candidatura foi apadrinhada pelo ex-candidato presidencial
Tiago Mayan. “O diagnóstico de Viana é um diagnóstico de total estagnação,
de uma cidade que afugenta os seus jovens, afugenta o investimento, afugenta
o sonho, a capacidade de querer ser alguma coisa, querer fazer alguma coisa
nesta cidade. Mas há esperança, que está aqui na minha mão, com um programa
como nunca se viu neste concelho”, sublinhou Tiago Mayan.

As candidaturas liberais vianense foram também saudadas pelo presidente da
Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, que numa mensagem gravada
especialmente para esta ocasião diz aguardar um grande resultado da IL no
próximo Outono num concelho onde existem “algumas coisas que em Portugal não
se deveriam passar”, como o caso do Prédio Coutinho onde o “Estado
prepotentemente passou por cima dos direitos dos cidadãos que aí tinham
habitação, só porque podia”, ou o seu inverso, no caso dos Estaleiros Navais
de Viana do Castelo, um exemplo “de como alguns projetos se desenvolvem
quando o Estado sai da frente”.

“Viana com voz, Viana com futuro” foi o lema escolhido pela IL para a
candidatura autárquica em Viana do Castelo.

 

Cidália Aldeia
Chefe de Redação
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares