9.2 C
Caminha Municipality
Segunda-feira, 26 Outubro, 2020
Início Distrito Caminha Assembleia Municipal de Caminha aprova Orçamento para 2014

Assembleia Municipal de Caminha aprova Orçamento para 2014

A Assembleia Municipal de Caminha deu luz verde ao Plano de Actividades e Orçamento para 2014 apresentado pelo executivo camarário liderado pelo socialista Miguel Alves. Reunidos na noite da última sexta-feira, os deputados votaram e aprovaram o documento com os votos favoráveis da maioria dos presidentes de junta e da bancada socialista. Os dois elementos eleitos pela CDU assim como um deputado social democrata abstiveram-se, enquanto que os restantes elementos eleitos pelo PSD  votaram contra.

Durante a discussão que antecedeu a votação, o presidente da Câmara defendeu o Orçamento de 20 milhões de euros para 2014 afirmando que é uma aposta no rigor, realismo e resistência. Mais uma vez, o autarca pegou nas contas da autarquia e na dívida deixada pelo anterior executivo para justificar um desinvestimento na ordem dos 15 por cento.

Em defesa do anterior executivo social democrata saiu o líder da bancada do PSD. O deputado Rui Taxa acusou o presidente da Câmara, o socialista Miguel Alves, de se limitar a fazer propaganda política e de não conseguir cumprir as promessas feitas em campanha eleitoral, justificando a falta de actuação com as contas deixadas pelo anterior executivo. O deputado eleito pelo PSD lembrou que não é apenas a Câmara de Caminha que tem dívida a longo prazo, o mesmo acontece com todas as Câmara do distrito, sendo esta, segundo o deputado, a única forma de conseguirem dinheiro para avançar com obra. Rui Taxa lembrou o legado deixado pelo executivo camarário liderado por Júlia Paula e terminou a análise ao Orçamento agora apresentado pelo PS afirmando que Miguel Alves tem medo de investir e de fazer obra, prevendo que o concelho pare durante este mandato.

Em defesa do executivo socialista saiu o líder da bancada do PS, Manuel Carlos Falcão.

Celestino Ribeiro, em substituição do deputado eleito pela CDU, lembrou mais uma vez que o estatuto da oposição foi apenas parcialmente cumprido, ao contrário daquilo que tinha sido prometido pelo actual presidente da Câmara e que os dois eleitos pela CDU na Assembleia Municipal de Caminha receberam o Orçamento apenas na véspera da realização daquela reunião, quando já tinha sido votado e aprovado em reunião de Câmara. Celestino Ribeiro não encontrou grandes diferenças entre o Orçamento agora apresentado pelo PS e os anteriores que haviam sido apresentados pelo PSD.

O Orçamento e Plano de Actividades para 2014 apresentado pela Câmara de Caminha acabou por ser aprovado pela Assembleia Municipal, graças aos socialistas e à maioria dos presidentes de Junta.

A reunião ficou marcada pela retransmissão on line do encontro através do site do município, uma promessa eleitoral do actual presidente de Câmara.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

Covid 19: Espanha com novo estado de emergência que permitirá recolher obrigatório

O Governo de Espanha aprovou hoje o estado de emergência sanitária que permitirá a instauração do recolher obrigatório em todo o país para travar...

Valença: Município devolve 1 milhão de euros às famílias

Valença aprovou a devolução total da percentagem municipal do I.R.S. às famílias, para o próximo ano, a maior percentagem de sempre. Em cinco anos...

V.N.de Cerveira: Concluída intervenção na EN 13

Fruto da parceria entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e a Infraestruturas de Portugal – IP foi concluída, na passada quinta-feira,...

V.N. de Cerveira: Covid-19 continua a condicionar relações transfronteiriças.

Com a proibição de circulação entre concelhos no continente decretada pelo Governo de Portugal, entre os dias 30 de outubro e 03 de novembro,...