Em 10 Julho, 2018 Por Em Cultura

gnration com ciclo de jazz neste próximo fim-de-semana

Ciclo Julho é de Jazz arranca esta quinta com programa de luxo que conta com norte-americanos The Bad Plus e Pulverize The Sound, banda de Peter Evans. A quarta edição do ciclo que apresenta alguns dos melhores nomes da atualidade do jazz moderno arranca esta quinta-feira, 12 de julho e decorrerá ate sábado.

Os norte-americanos The Bad Plus e Pulverize The Sound, dois importantes nomes do jazz moderno, vão encabeçar a quarta edição do ciclo Julho é de Jazz do gnration. O programa completa-se com o quarteto português do compositor e multi-instrumentalista Bruno Pernadas e ainda pelo trio The Rite of Trio. O trompetista Peter Evans, membro integrante do trio Pulverize The Sound, dará ainda uma masterclass focada no improviso como método de composição.

Donos de uma enorme popularidade um pouco por todo o mundo e aclamados pela crítica especializada, os norte-americanos The Bad Plus são formados pelos virtuosos músicos Reid Anderson, no contrabaixo, Orrin Evans, no piano, e Dave King, na bateria. No trabalho do trio surgido nos anos 90, para além dos seus temas avant-gard jazz com influência rock e pop, destacam-se versões singulares de canções de nomes como Neil Young, David Bowie ou Pink Floyd. Com mais de dez discos editados, o grupo que se tornou numa referência do jazz contemporâneo estará em Portugal para apresentar o último trabalho, “Never Stop II”. The Bad Plus atuam na quinta-feira, 12 de julho.

Pulverize The Sound é o projeto colaborativo que junta três dos mais interessantes músicos da atualidade do jazz moderno. Peter Evans, no trompete, Tim Dahl, no baixo, e Mike Pride, na bateria, são lendas no experimentalismo da cidade de Nova Iorque. No trio, torna-se quase impossível não dar destaque maior ao nome de Peter Evans. Evans é um dos grandes virtuosos do trompete da atualidade, uma referência mundial no jazz improvisado e na música avant-garde. Entre as inúmeras colaborações, destacam-se John Zorn, Evan Parker, Matana Roberts ou Peter Brötzmann. Atuam na sexta, 13 de julho.

Para além do concerto com o trio, o trompetista norte-americano Peter Evans dará ainda, na tarde de sábado, 14 de julho, uma masterclass em que focará a importância da improvisação como método de composição. A masterclass é aberta a todo o tipo de instrumentalista e compositores, que são aconselhados a trazer os seus instrumentos.

Compositor e multi-instrumentalista, Bruno Pernadas é um dos músicos portugueses mais respeitados do momento. De uma versatilidade revigorante, Pernadas é autor de alguns dos melhores discos editado em Portugal nos últimos anos. Ao gnration, o músico apresenta-se em ensemble formado por guitarra elétrica, contrabaixo, bateria e saxofone. André Silva, Filipe Louro e Pedro Melo Alves formam os The Rite of Trio, um trio jazz que depressa despertou o interesse do público com o disco de estreia “Getting all the evil of the piston collar”, editado em 2015 e considerado um dos melhores discos nacionais desse ano para a revista especializada Jazz.pt.

Bruno Pernadas Quarteto e The Rite of Trio apresentam-se ambos na última noite do ciclo Julho é de Jazz, sábado, 14 de julho.

Durante todo o ciclo, o gnration dará a conhecer a instalação musical interativa My Jazz Band, de Rui Dias. A instalação permitirá ao público tocar como uma banda virtual de jazz, utilizando para isso um interface gráfico num ecrã multi-toque.

O ciclo Julho é de Jazz apresentou nos últimos anos alguns dos nomes maiores da atualidade do jazz. Peter Brötzmann, Get The Blessing, Steve Noble, Joe Morris ou Evan Parker são alguns dos internacionais que passaram por Braga. Os portugueses Carlos Bica & João Paulo Esteves da Silva, Rodrigo Amado Motion Trio, Hugo Carvalhais e João Guimarães, entre outros, representaram o jazz nacional.

Tags : ,

Acerca de

Miguel Estima