Em 24 Agosto, 2017 Por Em Paredes de Coura

Esculturas da Bienal de Cerveira para ver a partir amanhã em Paredes de Coura

Mostrar como convivem e dialogam as várias representações da figura humana na Coleção do Museu Bienal de Cerveira é o objetivo da exposição que inaugura amanhã, 25 de agosto, às 16h00, no Centro Cultural de Paredes de Coura. Integrando a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira a mostra “A representação da figura humana” permitirá ao público, até 1 de outubro, explorar esta temática a partir de cerca de 8 esculturas.

Ao longo da história da arte, a representação da figura humana esteve sempre presente, sendo transversal nas suas várias expressões e tendo as suas formas variado muito de época para época, de lugar para lugar. Segundo o coordenador artístico da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Cabral Pinto, nesta mostra “cada trabalho reflete uma particularidade própria e no contexto museológico tem a capacidade de gerar conhecimento e significação, mediante o diálogo que estabelece com os outros trabalhos expostos, enfatizando o seu potencial estético a partir destas novas relações”.

Através de trabalhos escultura, representativos das tendências da arte contemporânea a nível nacional e internacional, será possível compreender que a representação e a expressão artísticas são condicionadas pelos códigos, valores e saberes de cada sociedade e de cada momento histórico.

“DA POP ARTE ÀS TRANS-VANGUARDAS, Apropriações da arte popular” é o tema da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, que decorre de 15 de julho a 16 de setembro, em Vila Nova de Cerveira, para apresentar mais de 500 participantes de 35 países, e mais de 600 obras de arte.

De recordar que 19.ª edição da bienal de arte mais antiga do país alarga, mais uma vez, o seu âmbito expositivo, apresentando mostras também em Caminha (até 31 de agosto), Vigo (até 15 de setembro) e Ourense (terminada a 15 de agosto).

Acerca de

Jornal C