13.2 C
Caminha Municipality
Sexta-feira, 23 Abril, 2021
spot_img
InícioDistritoCaminhaCaminha: Censos 2021 arrancam a 5 de abril

Caminha: Censos 2021 arrancam a 5 de abril

A Câmara Municipal está a trabalhar para que o Censos 2021 em Caminha possa iniciar-se a 5 de abril com sucesso, tendo em conta a importância que o processo representa, ao permitir conhecer a realidade do país e assim adequar medidas e políticas locais, regionais e nacionais. Termina hoje mesmo a fase de formação do terceiro e último grupo de recenseadores. A equipa que vai integrar o processo dos Censos 2021 no Município de Caminha será coordenada pela delegada sub-regional do INE e pelo delegado municipal e contará no terreno com um técnico municipal, 14 coordenadores de freguesia e 27 recenseadores distribuídos pelas freguesias do concelho.

A atual fase preparatória iniciou-se com a formação dos coordenadores de freguesia e do técnico municipal e está concluída. O processo de seleção e formação dos recenseadores encontra-se em curso, terminando hoje, dia 30 de março, como referimos, a formação do terceiro e último grupo de recenseadores.

A partir do próximo dia 5 de abril irá arrancar a fase de distribuição de códigos (para que possam ser dadas as respostas pela Internet) por todos os alojamentos do concelho. Este será um papel desempenhado pelos recenseadores em cada área que lhes for destinada. Com a carta e o código que os munícipes irão receber nas suas caixas de correio, poderão depois responder a um inquérito, a partir do dia 19 de abril e preferencialmente até ao dia 3 de maio, através do sítio na Internet: censos2021.ine.pt

Está também prevista a criação de balcões e-censos nas Juntas de Freguesia para apoio às populações que sintam dificuldades em responder ao inquérito através da Internet. Além disso, os recenseadores irão prestar esse apoio junto dos munícipes.

Os recenseadores irão andar no terreno devidamente identificados para que as pessoas estejam informadas e seguras.

A exaustividade da recolha e do tratamento dos dados dos Censos conferem a esta operação um papel único no conhecimento do parque habitacional e da realidade demográfica, social e económica do país, a nível nacional, regional e local, produzindo também informações imprescindíveis para a definição de políticas públicas de desenvolvimento e para a tomada de decisões de investimento pelos sectores público e privado.

O Instituto Nacional de Estatística realça que a decisão de realização dos Censos “surge após uma rigorosa análise e avaliação da viabilidade da operação, para a qual o INE definiu um Plano de Contingência de modo a garantir a qualidade da execução dos Censos e acautelar os riscos para a população, recenseadores e demais colaboradores que a operação comporta no atual contexto epidemiológico”.

O Plano de Contingência para os Censos 2021 inclui, entre outras medidas, a observação de um estrito protocolo de saúde pública ao abrigo das regras de segurança emanadas pelas autoridades de saúde, o apoio das forças de segurança, uma estratégia que reforça a opção de resposta pela Internet e o apoio à população através de uma linha telefónica, a possibilidade de resposta por telefone, e ainda o reforço dos mecanismos de controlo do trabalho de campo e de validação da informação recolhida num contexto de crise pandémica.

Cidália Aldeia
Cidália Aldeia
Chefe de Redação
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Mais Populares