Em 9 Maio, 2018 Por Em Arcos de Valdevez

Câmara Municipal de Arcos de Valdevez junto da Diáspora

No passado domingo, 6 de Maio, o Presidente da Câmara Municipal, João Esteves marcou presença na celebração do 63º aniversário da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez em Lisboa.

O autarca esteve neste evento comemorativo para uma vez mais demonstrar o forte apreço que sente pela comunidade arcuense espalhada pelo País e pelo estrangeiro, destacando o trabalho que esta Casa dos Arcos realiza ao nível da aproximação e apoio dado aos conterrâneos em Lisboa, assim como o trabalho realizado por todas as Casas dos Arcos de outras partes do mundo.

Como já é habitual em celebrações de aniversário, a Direção entregou o Prémio “Mário De Barros Pinto” – um troféu que distingue personalidades de Arcos de Valdevez. Este ano o prémio foi entregue ao Presidente da Junta de Freguesia do Soajo, Manuel Barreira da Costa.

Neste encontro, João Manuel Esteves, incentivou todos os arcuenses a continuarem na senda do sucesso, pela sua capacidade de empreender, de se evidenciarem pelos factos praticados, de colaborarem com os outros, na divulgação e na defesa das suas origens e das suas marcas.

Realçou também a importância da comunidade divulgar e promover as suas origens, os seus produtos, as suas empresas, o seu território, de forma a levar o nome de Arcos de Valdevez mais longe.
Por outro lado, as vereadoras Emília Cerdeira e Belmira Reis também marcaram presença na Festa do Território, realizada em Dammarie-lès-Lys, vila geminada com Arcos de Valdevez na região de Paris, entre os dias 6 e 7 maio. Este certame que vai já na sua 5ª edição serve para dar a conhecer os produtos locais arcuenses ao nível da gastronomia, vinhos e artesanato, bem como para reunir todos os municípios geminados com esta vila francesa, nomeadamente Eppelheim (Alemanha), Tata (Hungria) e Montebelluna (Itália).

Em articulação com a Associação Desportiva e Cultural dos Portugueses em Dammarie-Lès-Lys serão incrementadas as iniciativas de intercâmbio e de promoção dos dois concelhos.
De referir ainda que, no âmbito do programa de descentralização cultural implementado pela autarquia, o Município apoiou a deslocação do Grupo de Teatro do Vez a Dammarie-Lès-Lys, onde este apresentou a peça “O Regresso Inesperado”.

É intenção do Município manter e estreitar cada vez mais as relações com as comunidades, por isso este tipo de iniciativas são vistas com bons olhos, já que permitem a troca de conhecimentos, promovem as boas relações entre ambos e estreitam os laços com as mesmas.

Acerca de

Rui Lopes