Em 19 Julho, 2017 Por Em Empreende +, Podcasts, Rubricas - Artigos

Tuk-tuk já chegou a Caminha

 

 

O nome tem origem no som peculiar que é produzido pelo trabalhar do motor. Uma espécie de tuk-tuk que os torna inconfundíveis por onde passam.
Muito frequentes em cidades do sudeste asiático como Bangkok, local onde foram inventados em 1960 os tuk-tuk são igualmente famosos na Índia.
Importados para a Europa para fazer transporte de turistas pelas zonas históricas das cidades, onde o acesso é por vezes difícil, a primeira cidade portuguesa a receber estes simpáticos veículos foi Coimbra, com circuitos turísticos entre a alta e a baixa da cidade dos doutores.
Seguiu-se Lisboa onde estas lambretas de 3 rodas parecem ter invadido a cidade, levando e trazendo turistas Seguiu-se o Porto. É caso para dizer que os Tuk-tuk andam por toda a parte e o crescimento tem sido exponencial.
Amados por uns e detestados por outros tantos, o verdade é que os tuk-tuks se tornaram uma moda urbana que parece querer agora estender-se a localidades mais pequenas. É o caso de Caminha, onde a à moda também já chegou, de resto o único concelho do distrito a disponibilizar este tipo de veículo.

O Tugatuk, nome com que foi batizado, chegou a Caminha através da Clickviaja, uma agência de viagens situada bem no centro da vila, local onde o veículo vai ficar estacionado nos próximos meses, disponível para viagens inesquecíveis e com variadas propostas de circuitos.
Manuel Sebastião Nunes, proprietário Clickviaja, que abriu há menos de um ano, conta que trazer o Tugatuk para Caminha foi a concretização de um sonho.

“Trazer um tuk-tuk para Caminha foi a concretização de um sonho que eu tinha há cerca de dois anos. Sou uma pessoa que viaja muito e percebi que este tipo de veículo é utilizado em muitos locais. A partir daí comecei a pensar que seria interessante trazer um para Caminha e a ideia concretizou-se ao fim de dois anos. O facto de ter aberto a agência de viagens o ano passado potenciou a ideia”, explica.

Em Caminha o tuk-tuk foi muito bem aceite tanto pelos habitantes como pelos turistas, garante o operador.

“A reação das pessoas foi ótima. É evidente que quem vai a uma cidade como Lisboa ou Porto, não estranha estes veículos a passear pelas cidades de um lado para o outro, mas em meios pequenos como Caminha isso não e tão frequente e as pessoas ficaram inicialmente muito curiosas e perguntavam-se se era para ficar. Foi um sucesso que espero continue nos próximos meses”.

Depois de ultrapassadas as questões burocráticas para pôr o Tugatuk a funcionar, neste momento o veículo, com capacidade para 3 passageiros, já está disponível oferecendo diversos circuitos entre Caminha e Vila Praia de Âncora.

“Temos vários circuitos e vários preços. Temos o circuito história que é o mais barato e como o próprio nome indica faz um percurso pela zona histórica da vila, depois vai junto ao rio Coura e sobe às muralhas. Estamos a falar de um percurso de mais ou menos 20 minutos, com um custo total de 15 euros.
Fazemos também o transporte entre Vilas e Hotéis, todos os dias das 11h às 23h. Aqui o preço varia: se for para Caminha são 15 euros, se estivermos a falar de Vila Praia de Âncora são 20 euros.
Depois temos a opção praias: Foz, Moledo e Vila Praia de Âncora e o preço são 45 euros. A viagem demora sensivelmente 50 minutos. Com 3 paragens e oferta de degustação.
O Tugatuk e Barco é outro dos percursos disponíveis e inclui a viagem de Tuk-tuk até a Foz do Minho e um passeios de barco pelo valor de 45 euros.
Temos ainda a opção à La Carte, ou seja um serviço privado com chaufer. Neste caso o preço é de 50 euros para 3 pessoas.
Finalmente temos disponível a opção Histórico e Paisagens que faz o percurso por todos os pontos, com 5 paragens num total de 100 euros.”

 

O TugaTuk já chegou ao Artbeer Fest!

Publié par clickviaja.com Caminha sur vendredi 14 juillet 2017

 

Comprar um Tuk-tuk fica caro, como avança Sebastião Nunes. “De facto estamos a falar de um veículo que é bastante caro e só nos foi possível trazê-lo para Caminha porque está associado à agência”.

Mas o investimento da Clickviaja Caminha não se ficou apenas pelo Tugatuk, que foi importado de Itália. Para além deste simpático meio de transporte, a agência coloca à disposição dos clientes trotinetes elétricas para adultos e ainda as bicicletas tendem de dois lugares que poderão ser alugadas à hora ou ao dia. Os preços variam conforme o tempo de aluguer.

A Clickviaja Caminha é uma agência de Viagens situada na Praça Conselheiro Silva Torres. Abriu em Agosto de 2016 e este ano abriu uma sucursal em Vila Praia de Âncora.
A sua atividade centra-se na venda de bilhetes aéreos, reservas de hóteis, pacotes turísticos, circuitos, Rent-car e cruzeiros.

Acerca de

Jornal C