Em 24 Janeiro, 2018 Por Em País

Terrenos de mato têm que estar limpos até final de Março

As limpezas de vegetação em redor de casas e povoações têm que ser realizadas até março, recordou esta semana o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que apelou à prevenção para evitar os incêndios florestais.
Esta é uma questão que está a merecer uma atenção especial por parte das autarquias e é uma prioridade indiscutível a nível nacional.

Com o incêndios de 2017 ainda bem presentes na memoria dos portugueses, é urgente que todos tomem consciência que é preciso prevenir, mas para isso e preciso que todos cumpram, nomeadamente autarquias, empresas pública e privadas e cidadãos em geral.

O Jornal C – O Caminhense falou com o vereador Guilherme Lagido, responsável pela área da proteção civil na Câmara de Caminha, que nos explicou como estão a ser coordenados os trabalhos para que, até ao final de março, o concelho possa cumprir e minimizar os riscos de incêndio.

Guilherme Lagido sublinha que a questão da prevenção envolve responsabilidades partilhadas e quem não cumprir está sujeito a coimas.

No caso em que os particulares não cumprirem, cabe aos municípios encontrar soluções, como revela o vereador.

Final de março é o prazo limite dado pelo Governo para que as autarquias, empresas pública e privadas e cidadãos em geral procedam à limpeza de terrenos, evitando desta forma o risco de incêndios.