Em 10 Agosto, 2019 Por Em Caminha

Seixas Lanhelas e V. Mouros unidas pela permanência do Padre Ricardo Esteves

Os paroquianos das freguesias de Seixas, Lanhelas e Vilar de Mouros, em Caminha, vão promover este domingo uma concentração pacífica para exigir a permanência do pároco local a quem a diocese de Viana do Castelo terá comunicado a mudança, em setembro, para Valença.

Na página intitulada “Fica Padre Ricardo Esteves”, criada na sexta-feira no Facebook, os paroquianos apelam a uma “grande” participação na concentração que tem início marcado para as 09:00 junto à igreja paroquial de Vilar de Mouros.

Os participantes chegarão cerca das 10:00 à freguesia de Lanhelas, sendo que a ação terminará em Seixas pelas 11:00, com “uma concentração com todas as freguesias no Largo de São Bento”.

“Está na hora de todos nos unirmos e mostrarmos que juntos podemos e somos fortes. Não se esqueçam que a união faz a força. Vamos todos gritar bem alto para que o Senhor bispo ouça, em Viana do Castelo, que o padre Ricardo fica porque é essa a nossa vontade”, sublinha o apelo do grupo de jovens de Seixas.

Além daquela página nas redes sociais, foi também lançada uma petição online para enviar ao bispo da diocese de Viana do Castelo, já assinada por cerca de 800 pessoas.

“O padre Ricardo Esteves está perfeitamente integrado nas paróquias e durante os últimos dez anos em que esteve à frente das mesmas conseguiu agregar e chamar muitos cristãos que, embora o sendo, estavam afastados da igreja. Não nos conformamos com esta decisão e lutaremos até ao fim para que a mesma seja revogada”, lê-se na petição que será enviada ao bispo Anacleto Oliveira.

No texto que acompanha a recolha de assinaturas pela permanência do padre Ricardo Esteves, os paroquianos dizem “não se conformarem” com a sua substituição e apelam ao bispo “que repense e volte atrás na decisão de o transferir para outra paróquia”.

“Queremos que ele permaneça à frente das obras sociais e projetos que tem vindo a desenvolver junto da comunidade, e que são muitos, sendo os mesmos transversais a todas as idades, com especial destaque para os jovens”, reforça o documento.

Alertam o bispo da Diocese de Viana do Castelo para os efeitos da saída do padre: “Com a sua decisão de o retirar para outra paróquia corremos o risco de vermos afastados muitos fiéis, principalmente jovens que veem no padre Ricardo um exemplo de bondade e solidariedade para com os outros”.

“Queremos que continue a traçar connosco este caminho de fé que ao longo de 10 anos construímos juntos”, reforça o texto da petição.

Acerca de

Cidália Aldeia

Chefe de Redação