Em 7 Janeiro, 2019 Por Em Cultura

Segundo Ciclo de Jazz de Valença arranca dia 26 no CILV

Valença acolhe pelo segundo ano consecutivo um ciclo de Jazz. Desta vez em formato mais reduzido, serão quatro concertos, dois no auditório do CILV e os outros dois na Quinta do Caminho. Todos os concertos são de entrada gratuita e começam às 21h30.

A proposta para o dia 26 de Janeiro vem de Coimbra, orientado pelo trompetista Ricardo Formoso, o quarteto irá apresentar “Origens”, vai decorrer no Auditório do CILV.

Proposta mais intimista pelo trio idiossincrático Bode Wilson, que pretende dissecar o ultimo disco “lascas” de uma forma transversal, fazendo jus a um conceito próprio de improviso. O concerto terá lugar na Quinta do Caminho em Cerdal no dia 23 de Fevereiro.

Em pleno inicio da primavera, mais concretamente no dia 30, o auditório do CILV acolhe os Ploo. O quinteto de Paulo Costa vem apresentar em Valença o mais recente “Pele de Papel”.

E por último a 27 de Abril, na Quinta do Caminho, José Pedro Coelho vem apresentar o mais recente disco “Passarola Voadora”. Com um quarteto muito peculiar com a presença do pianista galego Xan Campos.

 

26 de Janeiro de 2019 – CILV  – 21h30 – Ricardo Formoso 4tet – Origens

“Origens” reúne uma serie de composições originais que descrevem o percurso desde a minha chegada a Portugal. Este trabalho é o resultado da fusão do meu background musical e pessoal com as influências dos diversos projetos em que participei ao longo destes últimos anos, principalmente no circuito de Jazz da cidade do Porto.” – Ricardo Formoso

Ricardo Formoso – Trompete e Composição
Carlos Azevedo – Piano
João Cação – Contrabaixo
Rui Lúcio –  Bateria

Pode ouvir o disco aqui: https://ricardoformoso.bandcamp.com/releases

 

 

23 de Fevereiro de 2019 – Quinta do Caminho – 21h30 – Pedro Neves Trio – 5:31

Depois do álbum de estreia “Ausente“, lançado pelo Carimbo Porta-Jazz em 2013 com grande aceitação pela crítica especializada e com distribuição internacional no Japão, Pedro Neves apresenta o seu novo repertório original gravado em Março de 2016 e reunido neste disco.

05:21 descreve o primeiro momento do amanhecer. A narrativa do álbum sugere o percurso de alguém que atravessa esta hora do dia recorrentemente, enfrentando um turbilhão de pensamentos e sensações que o levam numa viagem alucinante que apenas termina quando por fim consegue adormecer.

Esta é uma história escrita pela mão do pianista e compositor Pedro Neves, ilustrada por Miguel Ângelo e Leandro Leonet.

Pedro Neves – piano, composição
Miguel Ângelo – contrabaixo
Leandro Leonet – bateria

 

Pode ouvir o disco aqui: https://pedroneves.bandcamp.com/album/05-21

 

30 de Março de 2019– CILV – 21h30 – Ploo – Pele de Papel

O nome do colectivo tem um desses grafismos sonoros que põem imagens e sons em conversa aberta. Como numa mancha de Rorshach, cada um vê (e ouve) o que quer a partir desse elemento isolado, mas convém não demorar muito na fase das apresentações porque há música para conhecer.

Os pLoo são liderados pelo baterista e compositor Paulo Costa, numa formação que soma ainda Diogo Dinis (contrabaixo e baixo eléctrico), Eurico Costa (guitarra), Daniel Dias (trombone) e João Mortágua (saxofone alto). O primeiro álbum foi lançado em 2015 e teve por título Estereograma, estando a ser feita a apresentação do seu sucessor, Pele de Papel, editado em Maio do ano passado com o Carimbo Porta-Jazz.

O som do quinteto é uma experiência multicultural, onde coabitam o jazz, a música do mundo, a improvisação livre e a música contemporânea, numa harmonia polvilhada de dissonâncias voluntárias.

Paulo Costa – Composição, Bateria e Didgeridoo
Diogo Dinis – Contrabaixo e Baixo
Eurico Costa – Guitarra
Daniel Dias – Trombone
João Mortágua – Saxofone Alto

Pode ouvir o disco aqui: https://ploo.bandcamp.com/album/pele-de-papel

 

27 de Abril de 2019 – Quinta do Caminho – 21h30 – José Pedro Coelho – Passarola Voadora

Em Fevereiro do ano passado, José Pedro Coelho lançou o seu segundo álbum, Passarola Voadora, com o Carimbo Porta-Jazz. Inspirou-se nesse insólito fenómeno que tornou possível ao ser humano voar apesar de não ter asas, servindo-se de instrumentos inventados para utilizar a Natureza em seu benefício. Fazendo a ponte com este registo, pode-se dizer que o instrumento escolhido pelo compositor para dar o seu contributo à história da música foi o saxofone, ajudando na reinvenção de uma herança longínqua.

Tal como aconteceu no disco, também para este concerto o saxofonista contará com um naipe invejável de músicos. São eles Xan Campos (piano), Demian Cabaud (contrabaixo) e Marcos Cavaleiro (bateria). Todos de origens distintas, numa viagem que sobrevoa Espanha, Argentina e Suíça, respectivamente, mas tendo o Porto como ponto de encontro.

Será, precisamente, em torno de Passarola Voadora que se vão reunir estes músicos, num concerto especial que servirá, também, para celebrar a carreira de um dos fundadores da Associação Porta-Jazz, com um trajecto pleno de colaborações e projectos relevantes.

José Pedro Coelho – Saxofone Tenor e Soprano
Xan Campos – Piano
Demian Cabaud – Contrabaixo
Marcos Cavaleiro – Bateria

Pode ouvir o disco aqui: https://josepedrocoelho.bandcamp.com/album/passarola-voadora

Tags : , , ,

Acerca de

Miguel Estima