Jornal C

O jornal O Caminhense, com edição quinzenal, fundado em 1971, tornou-se uma referência de desenvolvimento cultural incontestável no concelho de Caminha onde está sediado e desenvolve grande parte do seu conteúdo noticioso, papel que rapidamente estendeu a todos os municípios do distrito de Viana do Castelo.

Tornou-se desta forma um semanário verdadeiramente regional com grande interesse informativo para toda a região alto minhota, sul da Galiza (Espanha), comunidades portuguesas do Minho espalhadas por todo o mundo, alto minhotos a residir no resto do país e ainda um crescente número de leitores que escolheram o concelho de Caminha para segunda habitação ou destino preferencial para as suas férias.

Para chegar até aqui, ao longo destes 38 anos de publicação ininterrupta, este semanário propôs-se trazer para dentro das suas páginas a região do Alto Minho, desenvolvendo várias estratégias de proximidade com os leitores, com quem vem estabelecendo um elo de ligação unicamente assente nas características particulares da zona onde está inserido.

Desta forma e falando aos leitores das suas realidades regionais, tem este semanário tentado sempre reforçar o seu papel de agente de desenvolvimento regional, através da procura constante da melhoria dos seus conteúdos como forma de incentivar os índices de leitura na região, condição sem a qual não teríamos força nem razão de existir.

A informação, desempenhada por jornalistas profissionais, dá voz às gentes de Caminha e da região do Alto Minho, dando a conhecer as suas posições, preocupações e anseios, promovendo sempre o debate sustentado de ideias assente em critérios de pluralismo e objectividade. Apoia e divulga as suas acções em associações, instituições, escolas, forças partidárias e outros agentes do desenvolvimento local. Acompanha todos os grandes acontecimentos do distrito de Viana do Castelo. Desenvolve espaços desportivos exclusivamente dedicados ao desporto praticado na região do Alto Minho, dando especial relevo ao Remo, a modalidade com mais praticantes no concelho de Caminha. Tem ainda conteúdos culturais dedicados à divulgação do património natural e construído e da história do concelho de Caminha, como forma de aproveitar todo o conhecimento e investigação produzida pelos agentes culturais locais. Apoia autores locais, divulgando as suas obras nas áreas da escrita, música, pintura, escultura e teatro, incentivando o desenvolvimento cultural da região. Edita informação dedicada à preservação ambiental, dando voz às associações ambientalistas, como forma de sensibilizar os seus habitantes para a necessidade de preservar o delicado equilíbrio ambiental desta zona. Tenta criar com este trabalho a consciência de que esta riqueza natural é afinal um dos maiores trunfos estratégicos de desenvolvimento do distrito e do concelho de Caminha em particular, como vem sendo confirmado pela crescente procura turística.

Em 2006, o Caminhense criou um site e passou a ter sua edição on-line. Os objectivos inicialmente traçados para este projecto, foram amplamente ultrapassados. Pretendíamos fazer chegar o nosso jornal aos mais jovens e, sobretudo, às comunidades portuguesas da nossa região residentes no estrangeiro. Dada a grande procura para investigação do nosso semanário, pusemos ainda à disposição dos nossos leitores em arquivo digital as edições do jornal O Caminhense editadas em papel a partir de 2002. Foi uma enorme porta aberta para levar muito mais longe o nosso trabalho em prol da região.

Iniciámos em 1971 neste jornal a publicação de vários textos inéditos de investigação histórica sobre o Concelho de Caminha. Em 1979, reunimos estes colaboradores ligados à área de história e fundámos a Caminiana-Revista de Cultura Histórica, Literária, Artística, Etnográfica e Numismática, editada em 16 volumes, exclusivamente dedicada à investigação nesta área, um projecto até hoje sem par em todo o Alto Minho (juntamos 1 exemplar). Organizámos 8 exposições de pintura de pintores consagrados da região, cuja temática era o concelho de Caminha. Em 1982 em colaboração com a Câmara Municipal de Caminha, fizemos as comemorações do 1o Centenário de Jornalismo em Caminha, com um vasto programa cultural. Organizámos durante 5 anos no verão, ao ar livre, vários concertos de música clássica em colaboração com o maestro António Vitorino de Almeida. Temos participado activamente no desenvolvimento cultural do concelho de Caminha e do distrito de Viana do Castelo, informando sobre o quotidiano a todos os níveis e promovendo também nós diversas acções culturais, não nos destituindo nunca do nosso papel de promotor cultural, preenchendo muitas vezes o grande vazio que existe nesta área na nossa região.
Ao longo destas quase quatro décadas temos mantido a nossa linha de orientação inicial traçada, desenvolvendo um noticiário ordenado que oferece em média dez páginas de informação sobre o concelho de Caminha onde estamos sediados, com reportagem realizada pelos nossos jornalistas in loco, 5 páginas dedicadas ao distrito de Viana do Castelo e as restantes dedicadas ao desporto, cultura, história, ecologia ou outros conteúdos de interesse para a região. Tentamos incentivar colaboradores com trabalhos de investigação nestas áreas a publicarem os seus artigos neste jornal.

Paralelamente ao trabalho de reportagem, investimos na contratação de um designer para reestruturar toda a imagem gráfica do nosso semanário, tornando-o cada vez mais atractivo a apelativo para os nossos leitores, aproximando-o dentro das nossas limitações, do que de melhor se faz ao nível das técnicas de paginação.

 

 Ficha Técnica 

Nome: Jornal “O Caminhense”
Morada: Rua da Corredoura,117
4910 – 133 Caminha
Nº Contribuinte: 900 777 117

Telefones: 258 921 754 | 258 922 754
Fax: 258 721 041
E-mail: jornalc@jornalc.pt 

Propriedade: Herdeiros de António José Guerreiro Cepa
Administração: Maria Teresa Gomes Cepa

Director: Elsa Guerreiro Cepa
Sub-director: Cristiano Guerreiro Cepa
Chefe de Redacção: Cidália Cacais Aldeia
Corpo Redactorial: Susana Ramos Martins

Cartonista: Cristiano Guerreiro Cepa

Fotocomposição e Arranjo Gráfico: Cristiano Guerreiro Cepa

Colaboradores:
Miguel Cepa
António Garrido
Luís Valadares
Nelson Costa

Editor:
Herdeiros de António José Guerreiro Cepa
Impressão:
Diário do Minho Lda.

Registo de Imprensa: 2011448

Depósito Legal: 84483/94

Nº Registo ERC: 101449

Periodicidade: Quinzenal
Expedição: Sexta – Feira

Tiragem média: 3000 Exemplares (Portugal e estrangeiro)
Tipo de impressão: Offset