Em 15 Maio, 2019 Por Em Caminha

PSD: “Caminha é o pior município do distrito em termos de sustentabilidade”

Foi apresentado, no dia 7 de maio, o Rating Municipal Português, elaborado pela Ordem dos Economistas, que coloca o Município de Caminha em 238º lugar do ranking geral dos municípios sustentáveis.

O Rating Municipal Português (RMP) é um modelo integrado dos 308 municípios baseado em 25 indicadores ponderados, reunidos em quatro dimensões principais: ‘governance’, serviços ao cidadão, desenvolvimento económico e social, e sustentabilidade financeira.  É o único modelo integrado de avaliação da sustentabilidade dos municípios portugueses.

No rating geral, que agrega as 4 dimensões referidas, o Município de Caminha assume a pior posição dos municípios do Alto Minho. Ponte de Lima é o município mais sustentável de toda a região do Minho, ocupando o 7º lugar nacional. Ainda entre os 100 melhores classificados nacionais, segue-se Melgaço em 27º, Valença em 38º, Vila Nova de Cerveira em 42º, Arcos de Valdevez em 55º, Viana do Castelo em 68º e Monção em 80º.

Numa análise isolada de cada dimensão, o Município de Caminha é apresentado como o 20º pior município do país na dimensão de Sustentabilidade Financeira, podendo-se constatar que, comparativamente a 2016, a situação se agravou.

Conforme é comunicado pela Ordem dos Economistas, este documento proporciona “aos municípios e cidadãos uma matriz estratégica de intervenção e, aos decisores públicos, implicações políticas de cooperação estratégica, numa lógica supramunicipal”.

O modelo é participativo e contou, na definição dos indicadores e respetivos ponderadores, com a participação ativa de académicos internacionais e, em Portugal, do Tribunal de Contas, da IGF – Inspeção Geral de Finanças, do TIAC – Transparência e Integridade, Associação Cívica, entre outras entidades e individualidades do sector.

Acerca de

Cidália Aldeia

Chefe de Redação