País

“Cobras e Lagartos” é o nome do concurso de artesanato que decorre até ao próximo dia 30 de agosto, no âmbito do “desencaminharte”, festival de arte pública em meio rural e natural do Alto Minho, que foi promovido pela Comunidade Intermunicipal entre 1 e 4 de junho de 2017. Este concurso, que se estende para além da programação do festival, pretende desafiar os artesãos locais a criar uma mascote que represente a temática das cobras e dos lagartos que povoam este território. Podem concorrer todos os artesãos do Alto MinhoLer mais
A semana vai ser de bom tempo no Alto Minho. Embora existam possibilidades da ocorrência de aguaceiros durante esta segunda-feira em alguns pontos do Alto Minho, os próximos dias serão de céu pouco nublado ou limpo em todo o distrito de Viana do Castelo. De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) as temperaturas mínimas vão rondar os 16ºC em toda a região. As máximas deverão alcançar os 29ºC durante esta semana. O vento vai soprar fraco.Ler mais
A Guarda Nacional Republicana anunciou o reforço, durante o verão, em todo o território nacional, das ações de patrulhamento e apoio na sua área de responsabilidade, com particular ênfase para os locais de veraneio mais frequentados da orla marítima, festas, romarias e eventos de grande dimensão, bem como nos principais eixos rodoviários. No âmbito desta operação está ativo o Programa Chave Direta, com o objetivo de garantir a segurança das residências habituais dos cidadãos que se encontram de férias. Também no âmbito da operação Verão Seguro, e pela primeira vez,Ler mais
O início de semana vai ser marcado pela continuação de chuva e descida das temperaturas na ordem dos dois a três graus Celsius, disse hoje a meteorologista Ângela Lourenço, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com a especialista do IPMA, a previsão do estado do tempo em Portugal continental para esta semana e até dia 30 (sexta-feira) será de ocorrência de precipitação, sendo as regiões do norte e centro as mais afetadas. “Vamos ter chuva, principalmente nas regiões do norte e centro, podendo um diaLer mais
A Autoridade Nacional de Proteção Civil alerta para a situação de calor e perigo e incêndio florestal. Em comunicado, a ANPC destaca para a existência, entre hoje e domingo, de um cenário desfavorável em termos de incêndios florestais. Em causa está uma massa de ar muito quente transportada na circulação conjunta de um anticiclone localizado a noroeste da Galiza e de um vale depressionário que se estende desde o norte de África até à Península Ibérica. Assim, de acordo com a ANPC, prevêem-se temperaturas elevadas, na generalidade do território, sendo queLer mais
Nove distritos de Portugal continental estão esta segunda-feira sob aviso amarelo, devido à previsão de tempo quente, com persistência dos valores elevados das temperaturas máximas. De acordo com o Instituto Português do mar e da Atmosfera (IPMA), o aviso amarelo está em vigor desde domingo e até às 22h00 de terça-feira, nos distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora, Beja e Setúbal. Esta segunda-feira, as temperaturas máximas vão subir até aos 40 graus em Beja, 39 em Évora, 38 em Portalegre e Castelo Branco, 34 emLer mais
As temperaturas máximas em Portugal continental vão subir na quarta-feira 8 a 9 graus Celsius em relação ao dia de hoje, prevendo-se que em algumas regiões ultrapassem os 35 graus, disse a meteorologista Cristina Simões. “Vamos ter uma subida acentuada da temperatura máxima no dia 07, quarta-feira, em todo o território. (…) Estamos a falar de subidas que podem chegar aos 8/9 graus em relação ao que está hoje. Por exemplo, hoje temos 25 graus em Lisboa e amanhã vamos ter 33”, salientou à agência Lusa a meteorologista do InstitutoLer mais
O impacto maior da greve dos trabalhadores da função pública pode ser sentido esta manhã nas escolas, nos hospitais, nos serviços da Segurança Social e nos museus. O protesto foi anunciado no início de Abril para reivindicar aumentos salariais, pagamento de horas extraordinárias e as 35 horas de trabalho semanais para todos os funcionários do Estado. O regime das 35 horas foi reposto em Julho de 2016, deixando de fora os funcionários com contrato individual de trabalho, sobretudo os que prestam serviço nos hospitais EPE. A FNSTFPS, afecta à CGTP,Ler mais