Em 30 Novembro, 2017 Por Em Ponte de Lima

Município de Ponte de Lima investe na segurança para a circulação de peões e bicicletas no acesso à zona urbana

No âmbito da Mobilidade Urbana Sustentável e no contexto do PAMUS (Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável) a Câmara Municipal de Ponte de Lima deliberou na passada reunião do Executivo de 27 de novembro, aprovar o projeto de intervenção relativo à “Ciclovia e Vias Pedonais de Acesso à Zona Urbana de Ponte de Lima”, que garante a articulação técnica com as soluções das Infraestruturas de Portugal (IP, S.A.).

O projeto aprovado prevê a criação de condições para a fruição que estimulem o uso da bicicleta e o acesso pedonal, em segurança, entre as áreas de expansão urbana da vila e o centro da mesma, abarcando uma extensão considerável da EN 203 (Via do Foral Velho da D.ª Teresa).

A via em causa consiste num dos principais acessos à Vila de Ponte de Lima, integrando uma malha urbana plenamente consolidada, onde se localizam diversos espaços e equipamentos públicos educativos e desportivos, bem como, estabelecimentos de comércio e de serviços. A EN 203 apresenta-se por isso e neste contexto totalmente descaracterizada, mas a questão mais premente prende-se com a segurança rodoviária com especial destaque para os peões e bicicletas, não se promovendo, nas condições atualmente existentes, a utilização destes meios e consequentemente a sustentabilidade ambiental e a mobilidade na área urbana.

O investimento, estimado em 1.500.000,00 €, será financiado a 85% pelo Norte 2020, estando considerado na candidatura enquadrada no âmbito na Prioridade de Investimento 4.5 que prevê a promoção de estratégias de baixo teor de carbono para todos os tipos de territórios, nomeadamente as zonas urbanas, incluindo a promoção da mobilidade urbana multimodal sustentável e medidas de adaptação relevantes para a atenuação, fazendo parte integrante, conforme já referido, do Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável – PAMUS Alto Minho 2020.