Em 16 Maio, 2018 Por Em Vila Nova de Cerveira

“Criatividade e sonho” em mais uma ‘Bienal dos Pequeninos’ de Cerveira

O VIII Educarte – Mostra de Arte Infantojuvenil de Cerveira apresenta-se com um redobrado sentido de aprendizagem e conhecimento artístico-cultural, patrimonial e ambiental. Aos criativos trabalhos e interativas performances dos alunos das escolas de Vila Nova de Cerveira e, este ano, também de Caminha, junta-se a dinamização de três ateliês permanentes integrados na iniciativa ‘Museus Fora de Portas’ 2018. De entrada livre, a intitulada ‘bienal dos pequeninos’ encontra-se de portas abertas, até esta sexta-feira, no Cineteatro de Cerveira.

Cerveira, ‘Vila das Artes’, mostra a veia artística. Este é o mote de um projeto que visa aproximar a juventude ao conceito de arte e das suas diferentes expressões, estimulando a criatividade e o sentido crítico desde a mais tenra idade. E em terra de bienais, o Educarte – Mostra de Arte Infantojuvenil de Cerveira é já uma referência no seio da comunidade educativa do concelho pelo seu caráter lúdico-pedagógico.

Na sessão de abertura que decorreu esta manhã, o autarca cerveirense enalteceu “a criatividade e o sonho” expressos pelos alunos e agentes educativos nos diversos trabalhos. Às centenas de jovens presentes, Fernando Nogueira relembrou a forte tradição e ligação de Vila Nova de Cerveira às artes e a importância do contributo de cada um de nós. “As bienais de Cerveira fazem parte do nosso e do vosso ADN, pelo que espero que sejam uma naturalidade no vosso dia-a-dia”, afirmou.

Cerca de 120 obras da autoria de crianças e jovens de nove estabelecimentos de ensino de Vila Nova de Cerveira e dois do concelho vizinho de Caminha vão estar expostas, ao longo de três dias, no Cineteatro de Cerveira. E mais do que uma exposição, o Educarte – Mostra de Arte Infantojuvenil oferece um vasto programa de performances interativas com o público, a abranger áreas tão diversificadas como música, dança, teatro, atividade física e artes plásticas.

Mas a edição 2018 conta ainda com a participação do Aquamuseu do Rio Minho, do Museu da Bienal de Cerveira e do Convento de San Payo que colocam à disposição da comunidade educativa conhecimento, ferramentas e estratégias em três ateliês permanentes e diferentes no âmbito do V ‘Museus Fora de Portas’. O Aquamuseu propõe uma atividade em torno dos três R’s : Reduzir, Reutilizar e Reciclar; por sua vez, o atelier do Convento de San Payo proporciona uma recriação do Forte de Lovelhe, recorrendo a materiais e técnicas de colagem do Escultor José Rodrigues; e a celebrar os 40 Anos da Bienal, o Museu da Bienal sugere um atelier de homenagem à “Mão”.

Organizada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, em parceria com os estabelecimentos de ensino do concelho, do pré-escolar ao ensino superior (Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, Colégio de Campos, Creche de Campos, ETAP, Escola Superior Gallaecia, Santa Casa da Misericórdia, Jardim-de-Infância de Caminha e de Moledo), a já designada ‘bienal dos pequeninos’ prevê a visita de cerca de 1500 alunos e de largas centenas de pessoas. De entrada livre, as portas encontram-se abertas entre esta quarta e sexta-feira, das 10h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00.