Em 24 Setembro, 2018 Por Em Caminha, Distrito

Cestada de Venade: “Uma festa cheia de coisas extraordinárias”

A festa do Senhor da Saúde e de Nossa Senhora das Dores realiza-se no fim de semana após o dia do Senhor da Saúde (14 de setembro) e da
Senhora das Dores (dia 15 de setembro).
Tentamos que seja uma festa mesmo do Senhor e da Senhora e não "mais uma festa" ou a "festa das colheitas". Por isso que a dimensão
litúrgica e para-liturgica tem um peso tão grande: os romeirinhos que atravessam as ruas de Venade, a “missa pelos doentes”, a procissão das
candeias, que vem de uma das pontas da aldeia até à Igreja, a celebração em latim, como “in illo tempore", em que a Igreja ardeu (em
1946), a procissão dos cestos, feita pelas crianças que levam os andorzinhos feitos em cestos e que representam as 7 espadas de dor de
Nossa Senhora, a bênção e oração pelos doentes, a celebração do sacramento da reconciliação para sarar os corações enfermos feridos
pelo pecado, a visita aos doentes nos seus lares ou nas casas de saúde e hospitais, a bênção dos frutos da terra, o terço das dores (muito em
desuso, mas que faz todo o sentido rezar na preparação desta festa: são 7 mistérios com 7 avé-marias cada um), as missas votivas de Nossa
Senhora (da colectânea de Missas da Virgem Santa Maria)... e as outras atividades ligadas à agicultura e às tradições!
No dia 23 de setembro, domingo do encerramento da festa do Senhor da Saúde e Nossa Senhora das Dores, a Eucaristia será às 15:00. Após a
celebração sairá a procissão do triunfo: com as confrarias da Paróquia, os estandartes, os cestos que representam as dores da Virgem
Maria; são levados pelas crianças e adolescentes da catequese, os andores do Apóstolo  S. João e de Nossa Senhora das Dores. O santo
lenho, a relíquia da cruz onde foi morto O Senhor da Saúde, vai sob o pálio levado pela Confraria do Senhor.

Esta festa é diferente? Reconhecemos que sim!
Está cheia de “coisas esquisitas”? Diria que está cheia de “coisas extraordinárias”!
É um tempo pleno de bênção de Deus, de colo materno e dança fraterna.
Porque se “à ida vão a chorar levando as sementes, à volta vêm a cantar, trazendo os molhos de espigas” (sl 125) e os cestos com fruto!

Cestada 2019

Para o ano que vem, a Cestada de Venade será:

14 de setembro, sábado – 19:00 – Missa em Latim


20 de setembro, sexta-feira

20:58 – Lagarada Tradicional

23:30 – Missa “pela santificação do trabalho humano”


21 de setembro, sábado

19:00 – Eucaristia Vespertina e Procissão dos Cestos

20:53 – Desfolhada Minhota


22 de setembro, domingo

14:18 – Cortejo das Primícias

19:00 – Eucaristia Dominical


29 de setembro, domingo

15:00 – Missa, sermão e Procissão


Cestada 2018 em imagens

 

Acerca de

Cidália Aldeia

Chefe de Redação