Em 2 Outubro, 2017 Por Em Distrito, Política

Autárquicas 2017: No distrito de Viana do Castelo PSD conquista duas Câmara ao PS

Nas eleições autárquicas que se disputaram ontem (1 de outubro), o Partido Socialista perdeu para o PSD, as Câmaras de Monção e Ponte da Barca.

Em Monção foi eleito António Barbosa que há 3 anos tinha perdido as eleições para o PS por apenas 3 votos. Em 2017 o candidato do PSD conquistou 47% dos votos, e quatro mandatos, contra 43% e 3 mandatos do PS. Augusto Domingues é o grande derrotado destas eleições no concelho de Monção.

Em Ponte da Barca o Partido Social Democrata conquistou 54,15% dos votos, passando assim a liderar a autarquia que nos últimos anos esteve nas mãos dos socialistas. O candidato do PSD, Augusto Marinho, recebe o testemunho das mãos do socialista Vassalo Abreu que, por imposição da limitação de mandatos não se candidatou. A aposta do PS, para substituir Vassalo Abreu ficou-se pelos 40,14%.

Em termos de mandatos para a Câmara Municipal o PSD conquista 4 e o PS 3.

Com estes resultados o PSD passa a liderar 4 autarquias em vez de duas, Monção, Ponte da Barca, Valença e Arcos de Valdevez.

Em Valença Jorge Mendes vai continuar à frente do executivo ao conquistar 60% dos votos, ou seja 5 vereadores mantendo assim o resultado de 2013. O PS ficou-se pelos 33% e mantém os dois vereadores que tinha.

Com 67,81%dos votos, em Arcos de Valdevez o PSD mantém-se à frente do executivo, reforça a votação conquistada em 2013 e passa de 4 para seis vereadores na Câmara. O PS não foi alem dos 17,68% perdendo assim um dos dois vereador. O CDS/PP também perdeu o seu vereador para o PSD.

Relativamente ao concelho de Viana do Castelo candidato do PS José Maria Costa foi reeleito com  53, 68% dos votos. Os socialistas conseguiram eleger um sexto vereador. O PSD  atingiu 21,25%  e perdeu um mandato, não conseguindo eleger o líder da distrital, Carlos Morais Vieira, terceiro na lista social-democrata. O PSD vai ocupar dois lugares no executivo municipal onde a CDU mantém o lugar alcançado em 2013.

Em Paredes de Coura o candidato do PS, Vítor Paulo Pereira, fez história ao conquistar os 5 mandatos possíveis. O presidente reeleito fez o pleno e obteve 76,5% do votos contra 14,4% do PSD. O PSD perde os dois vereadores alcançados em 2013.

Em Melgaço votou-se pela continuidade, o PS venceu com 59,9 por cento da votação e Manoel Batista continua à frente do executivo.

O PSD e, coligação com o CDS-PP não foi além dos 32%.

À frente da Câmara de Ponte de Lima mantém-se Vítor Mendes do CDS/PP que nestas eleições conquistou 53,35% da votação, elegendo 3 vereadores.

Abel Batista, que nestas eleições concorreu como independente pelo movimento Ponte de Lima Minha Terra, ficou-se pelos 22,79% e elege 1 vereador.

Em Vila Nova de Cerveira o candidato do Movimento Independente Pensar Cerveira foi reeleito para um mandato de mais 4 anos à frente da Câmara Municipal. Fernando Nogueira venceu com 58,23% da votação e mantém os 3 vereadores.

O candidato do PS, Nuno Silva, obteve 35,50% da votação, menos do que em 2013, mas mesmo assim consegue manter os dois vereadores na Câmara.

 

Acerca de

Cidália Aldeia

Chefe de Redação