Em 17 Abril, 2014 Por Em Paredes de Coura

Antigo sanatório de Paredes de Coura em breve com novo dono

O edifício do antigo sanatório de Paredes de Coura, votado ao abandono há vários anos, poderá ter em breve um novo dono. O antigo sanatório de Mozelos, funcionou durante mais de 70 anos, tendo sido convertido em meados dos anos noventa do século passado em hospital psiquiátrico. A desactivação do espaço aconteceu em 2002.

Desde então, nunca mais foi dada uma outra finalidade ao edifício, que, entretanto, entrou em avançado estado de degradação. Após um longo processo para perceber quem é o real proprietário do edifício, percebeu-se que é propriedade do Ministério das Finanças. O novo presidente da Câmara de Paredes de Coura, o socialista Vitor Pereira, diz estar empenhado em resolver um problema que há muito preocupa a população local: o abandono de um edifício que poderia ser aproveitado e rentabilizado pelas entidades de Paredes de Coura.

Em 2008, um grupo espanhol demonstrou interesse em transformar a área onde se encontra o antigo hospital psiquiátrico de Paredes de Coura, com 140 hectares, num campo de golfe de montanha. O investimento deveria rondar os 50 milhões de euros mas a hipótese nunca se concretizou. A titularidade do edifício trocou as voltas aos investidores. Inicialmente pensava-se que seria propriedade do Centro Hospitalar do Alto Minho, mas depois acabaria por se descobrir que não era assim, inviabilizando o negócio.

A população local fala na transformação do edifício num hotel, mas o presidente da Câmara defende que o mais importante é resolver o problema da propriedade e, depois, pôr o imóvel à disposição dos privados que queiram investir em Paredes de Coura.

Há um novo episódio na vida do edifício do antigo sanatório de Paredes de Coura. Finalmente descobriu-se que é propriedade do Ministério das Finanças. Descoberta a titularidade do edifício, a Câmara de Paredes de Coura prepara-se para negociar a sua transferência para conseguir pôr finalmente o imóvel ao dispor dos privados.

Tags : , ,

Acerca de

Jornal C